Sustentabilidade

Metrô de Roma troca garrafas recicláveis por descontos nos bilhetes

por: Vitor Paiva

A consciência ambiental e os esforços pelo futuro do planeta podem ser uma nova maneira de ver e viver a vida em seu sentido mais amplo – e a iniciativa de reciclagem inaugurada pelo metrô de Roma é a prova concreta dessa mudança. Iniciado em julho, o projeto + Ricicli + Viaggi (Mais Reciclagem, mais viagem, em tradução livre) troca garrafas PET por bilhetes – a cada garrafa inserida em uma máquina, o passageiro recebe 5 centavos de euro, descontados de sua próxima passagem.

Como um bilhete de metrô em Roma custa 1,50 euros, o usuário que oferecer 30 garrafas PET para reciclagem realiza gratuitamente sua viagem. A novidade ainda está em período de testes de 12 meses, com máquinas espalhadas em somente três estações da capital italiana, mas o sucesso da empreitada sugere que o projeto deve se expandir e tornar-se exemplo para o resto do mundo: nas primeiras duas semanas, de acordo com as autoridades italianas, 60 mil garrafas foram recolhidas para reciclagem nas três estações. Para participar, o usuário deve baixar um aplicativo que lhe oferece um código de barras.

Virginia Raggi, atual prefeita de Roma

Para garantir o desconto, o rótulo deve estar intacto, e pede-se que as garrafas estejam vazias e preferencialmente limpas, a fim de evitar novos desperdícios. “Podemos dizer que somos a primeira grande capital europeia a apresentar essa inovação. Uma máquina que consome garrafas de plástico e emite crédito para comprar passagens de ônibus”, afirmou Virginia Raggi, atual prefeita de Roma. A iniciativa é uma parceria entre a prefeitura e a ATAC, empresa privada responsável pelo transporte na cidade. “Em um período em que se fala sobre criptografia, temos uma moeda de plástico. Substancialmente, é um sistema no qual se recicla, se constrói a a fidelidade do cliente, e se recompensa o comportamento virtuoso dos cidadãos” concluiu Paolo Simoni, presidente da ATAC.

Paolo Simoni e a prefeita de Roma

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Carne de melancia parece ser última e controversa tendência em 2020