Sessão Hype

O caminho da indústria do cinema para o streaming

por: Redação Hypeness

Estamos cada vez mais exigentes enquanto consumidores, principalmente quando falamos sobre o consumo de mídia. Só assistimos aquilo que temos vontade, na hora, no lugar e no dispositivo que queremos. A facilidade proporcionada pelos serviços de vídeo on-demand é tanta que até esquecemos que essa tecnologia é relativamente recente. 

A televisão foi conquistando um lugar de destaque nos lares desde os anos 60. Apesar disso, até uns 10 anos atrás, o acesso a filmes e séries fora da programação televisiva só era possível graças às locadoras. Será que ainda sobrou alguma para contar história? 

via GIPHY

É justamente a partir de uma evolução do modelo de locação que surgem as primeiras plataformas de streaming, repensando a relação do público com o entretenimento. Hoje, é quase impossível imaginar a vida sem elas ou lembrar de um tempo remoto em que dependíamos apenas das recomendações de amigos para descobrir novos filmes ou diretores que nos agradassem. 

via GIPHY

O algoritmo já é capaz de entender nossos gostos como ninguém e parece sugerir sempre o conteúdo exato que estávamos buscando. Por trás dos dados, não podemos esquecer da mão humana, com foco em curadoria de qualidade para agradar aos amantes da Sétima Arte. São eles que decidem o que entra ou não em cada plataforma. 

A parte chata fica para os robôs, claro. A inteligência artificial vasculha a seleção de filmes e entende quais obras prometem agradar cada tipo de espectador. E não dá para negar que essas recomendações são umas das melhores coisas do casamento entre a tecnologia e o entretenimento, né?

via GIPHY

É justamente por conhecer bem o gosto do seu público que o Telecine decidiu dar uma nova cara aos seus serviços, que agora passam a se chamar apenas “Telecine”, independente da plataforma. O nome é o mesmo para os canais de televisão ou para o streaming via internet.

A marca já nos emocionou com filmes que se tornaram clássicos, como “Titanic” ou “Forrest Gump”; prestigiou o cinema nacional com obras-primas como “Que Horas Ela Volta?” ou “Aquarius”; e deixou a nossa vida mais leve enquanto assistíamos animações da Disney ou comédias de Chaplin. Agora, ela nos leva a conhecer novas histórias, que vão desde as intrincadas tramas do diretor iraniano Asghar Farhadi (“O Apartamento” e “O Passado”) até animações sensíveis como a recente “Minha Vida De Abobrinha”. 

Completando 25 anos como referência em cinema no Brasil, o Telecine estreou sua nova fase no dia 30 de julho. O serviço já pode ser assinado diretamente pelo site e os primeiros 7 dias são gratuitos

Confira o mundo de opções disponíveis no catálogo do Telecine!

Publicidade

Foto em destaque: Reprodução Pulp Fiction


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Aparelho é capaz de entender e responder às ‘vozes que ouvimos na nossa cabeça’