Ciência

Pessoas otimistas dormem mais e melhor, aponta estudo

por: Vitor Paiva

Aos otimistas de plantão, mais uma boa notícia: uma pesquisa confirmou que os otimistas tendem a ser bons de cama. Calma, não estamos falando de sexo, mas sim do sentido literal do termo – a pesquisa diz que quem vê a vida de forma positiva e espera pelo lado bom das coisas tende a dormir mais e melhor. O estudo foi realizado por cientistas da universidade de Illinois, nos EUA, com mais de 3.500 pessoas de diversos estados, com idades entre 32 e 51 anos.

Para medir o grau de otimismo dos participantes foi utilizado um questionário, que apresentava afirmações positivas – como “eu tenho uma visão otimista do meu futuro” – e negativas – como “eu não espero que as coisas aconteçam como eu desejo” – sobre as quais os participantes tinham de concordar numa escala de 1 a 5. Cada pessoas criou dois relatórios sobre seus hábitos e a qualidade de seu sono, com um intervalo de cinco anos entre cada um.

“Os resultados desse estudo revelaram associações significativas entre o otimismo e diversas características do sono, levando em consideração variáveis como situação socio-demográfica, saúde e sintomas de depressão”, afirmou Rosalba Hernandez, uma das professoras envolvidas na pesquisa. Apesar de não estar claro o mecanismo que conecta o otimismo com a qualidade do sono, o resultado é inequívoco. “Otimistas são mais capazes de interpretar eventos estressantes de modo mais positivo, reduzindo preocupações e pensamentos recorrentes quando estão indo dormir e durante o ciclo do sono” afirmou Hernandez.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Essa ‘flauta purificadora’ é capaz de fornecer água potável para milhões de pessoas