Arte

Artista suíço transforma vidros rachados em incríveis retratos

03 • 09 • 2019 às 10:46 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

O que seria mera destruição, nas mãos de um artista e sua técnica, transforma-se em obra de arte. Com um martelo e um cinzel diante de uma vidraça, o suíço Simon Berger é capaz de transformar rachaduras (e restos de qualquer material) em belos retratos.

E não só: tudo que é considerado resíduo, resto, lixo para a maioria de nós – como madeira, lataria e outros materiais – para Berger é matéria-prima de sua arte. Utilizando suas origens como carpinteiro para trabalhar a madeira, mas hoje tudo que Simon vê é arte em potencial – inclusive a destruição.

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness