Fotografia

As loucas ‘beach parties’ dos anos 20 com convidados ilustres como Picasso e Hemingway

por: Gabriela Glette

Chamamos a geração que viveu sua juventude durante a Primeira Guerra Mundial e os loucos anos 1920 de “Geração Perdida“. De fato, vivenciar uma guerra e depois ter de encarar a Grande Depressão Econômica não deve ter sido fácil. No entanto, aquele também era um período revolucionário, onde as mulheres começaram a caminhar rumo à liberdade sexual e os jovens engajados organizavam festas inesquecíceis. Foi em 1923 que um casal de americanos – Gerald e Sarah, também conhecidos como Murphys, sacudiram a Riviera Francesa, com festas na praia que duravam dias e contavam com convidados ilustres. Mais para frente, estas festas viriam a ficar conhecidas como The Mad Beach Party.

the mad beach party 1

Tudo começou quando o jovem casal convidou um pequeno grupo de amigos para passar o verão em Cap d’Antibes. Acontece que faziam parte deste grupo “apenas” celebridades como: Pablo Picasso, Ernest Hemingway, Scott e Zelda Fitzgerald, Dorothy Parker, Cole Porter, Stravinsky, Jean Cocteau e um grande número de artistas e escritores da Geração Perdida.

the mad beach party 2

Ernest Hemingway e o casal

Em uma época na qual as praias ainda eram desertas, o sucesso das festas começou a se espalhar por Paris e o sonho de qualquer jovem era ser convidado para fazer parte do seleto grupo. Sarah e Gerald vieram de famílias ricas, mas se mudaram para Paris em 1921 para fugir dos pais e das pressões da sociedade de Nova York. Trabalhando como aprendizes não remunerados em óperas e galerias de arte, não demorou para que eles mergulhassem no universo artístico fechado de Paris.

the mad beach party 3

A importância do casal era tão grande que eles convenceram os donos do Hotel du Cap – um dos poucos que havia na região, a não fechar durante o verão. Naquele período, o movimento turístico se dava no inverno e os comerciantes aproveitavam o verão para tirar férias. Porém, foi muito mais vantajoso preencher o hotel com convidados ilustres e permanecer eternamente na história, do que tirar alguns meses de férias.

the mad beach party 4

Diz a lenda que F. Scott Fitzgerald escreveria um livro sobre eles e que a grande musa inspiradora de Picasso tenha sido Sarah, que também havia sido sua amante. Sarah era bonita e encantadora e Gerald teve uma carreira curta, mas significativa, pintando a arte pop, quatro décadas antes de Warhol transformá-la em movimento. Mais para frente, o casal acabou comprando sua própria casa, que ficou conhecida como “Villa America”.

the mad beach party 5

A vida deste casal ficou tão conhecida, que eles ganharam dois livros. ‘Viver bem é a melhor vingança’, de Calvin Tomkins e, ‘Villa America‘, de Liza Klaussmann. Entre mistérios e bisbilhotices, o quão incrível mão teria sido participar de uma destes memoráveis verões?

the mad beach party 6

the mad beach party 7

Gerald e Sarah Murphy

the mad beach party 8

O casal fotografado pelo lendário Man Ray

the mad beach party 9

Picasso e Olga Stepanovna

the mad beach party 10

Picasso e Sarah

the mad beach party 12

Sarah

Publicidade

Fotos: reprodução


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Fotografia tirada por brasileiro é eleita ‘imagem do dia’ pela NASA