Criatividade

Este carro estacionou em local proibido e sofreu a represália mais genial

por: Redação Hypeness

Quem consegue estacionar em vagas nos supermercados ou shoppings centers deveria ganhar pontos do ‘bem’ na carteira de habilitação. Não bastasse a falta de espaço, os folgadinhos de plantão dificultam ainda mais a tarefa. 

– O que a solidariedade dos alunos com um professor diz sobre a educação brasileira?

O caso inusitado aconteceu em Buenos Aires

Na Argentina, uma pessoa levou uma lição inesquecível. Um motorista teve o carro cercado por carrinhos de supermercado dentro do centro de compras de Buenos Aires. 

Segundo o jornal La Nación, o motorista deixou o veículo no espaço dedicado aos carrinhos porque estava atrasado para o cinema. Deve ter cortado um dobrado para tirar o carro dali. 

O motorista se justificou dizendo estar atrasado para o cinema

Cidadania é requisito básico para um mundo melhor. Algumas lições são pensadas por pessoas pistolas e, embora duras, não geram violência e podem causar impacto positivo no infrator. 

Contra o preconceito 

Samara Vicentini, repórter do jornal Extra, deu uma lição aos autores de ataques gordofóbicos. O caso aconteceu durante transmissão ao vivo em 2017 e a jornalista não perdeu a pose ao responder os comentários do leito Rafael Monciozo. 

Ela pediu licença para a entrevistada e disse, “tenho espelho em casa. Eu sei (que sou gorda) e isso pra mim não é ofensa. Gordo não é ofensa. Isso aqui é só embalagem. Falta de caráter é pior do que gordura”, encerrou. Booom. 

Escola não é lugar de homofobia 

Lucas Chaves protagonizou uma cena linda ao dar uma lição aos colegas homofóbicos. O estudante de Direito deu uma aula depois de descobrir que fotografias suas estavam circulando, sem autorização, em grupos do WhatsApp. 

“Dessa vez fiquei cansado de ouvir comentários e risadas e resolvi me impor”, disse ele. 

Lucas reforçou o óbvio, homofobia além de crime, não pode ser admitida no mundo de hoje. Aliás, nunca deveria ter sido. 

“Espero mesmo ajudar a todos que sofrem calados e que agora podem usar esse vídeo como exemplo para usar sua voz e mostrar que não estamos aqui pra aceitar ofensa de ninguém.”

Solidariedade

Nem todo mundo comete erros de caso pensado. Portanto, a reação de um dono de um mercadinho nos Estados Unidos deve servir de exemplo. Jitendra Singh teve a loja de conveniência assaltada, mas ao invés de chamar a polícia, ofereceu mais comida para o rapaz

Ao invés de chamar a polícia, dono de loja deu de comer ao assaltante

Segundo o comerciante, o menino disse ter furtado sanduíches para ele e seu irmão mais novo se alimentarem. “Não vai fazer qualquer diferença para mim se eu lhe der alguma comida, porque nós temos muita comida, nós vendemos muita comida. Se ele for preso, ele definitivamente não fará nada de bom na vida”, declarou. 

Notícia que aquece o coração em tempos de barbárie como a ocorrida no supermercado Ricoy, em São Paulo, onde um jovem que furtou chocolates para matar a fome, foi chicoteado pelos seguranças. David de Oliveira Fernandes e Valdir Bispo dos Santos estão presos temporariamente. A dupla foi indiciada por tortura, cárcere privado e divulgação de cenas de nudez.

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Além de celebrar o amado vira lata caramelo, filtro ‘sasha dog’ virou diversão entre famílias