Debate

Alanis Morissette revela depressão pós-parto e levanta debate importante

por: Yuri Ferreira


A cantora Alanis Morisette, que dominou as paradas com clássicos durante os anos 90, fez uma declaração importantíssima em seu Instagram nessa semana. Alanis afirmou estar com depressão pós-parto após o nascimento de seu terceiro filho, que veio ao mundo em agosto.

Alanis com sua família

Não é a primeira vez que Alanis passa por esse problema. A cantora já havia enfrentado dificuldade semelhante após o nascimento dos dois primeiros filhos, Ever e Onyx. A canadense revela que não sabia se iria ter de lidar novamente a doença.

“Eu não tinha certeza se eu teria depressão / ansiedade pós-parto desta vez. Existem tantos tentáculos nessa experiência. Vou quebrá-los com o tempo, tenho respostas, protocolos e soluções e raio-x para ter certeza”, declarou nas redes sociais.

Alanis ainda adicionou que a sociedade ainda não está pronta para o debate sobre o pós-parto. “Essa cultura não é criada para honrar mulheres adequadamente após o nascimento. Vejo que isso está mudando, o que é muito animador. Mas de maneira geral é desprovida da honra, da ternura, da sintonia e do senso de comunidade que o pós-parto profundamente merece”.

Confira a postagem de Alanis no Instagram:

View this post on Instagram

link to blog in bio ❤️

A post shared by Alanis Morissette (@alanis) on


Saúde mental e maternidade

Alanis Morissette é uma das primeiras famosas que abriram o jogo acerca das dificuldades de ser mãe e sobre questões psicológicas que podem afetar a mulher nesse momento de grande sensibilidade. Entretanto, várias outras mulheres já falaram sobre esse assunto. É uma maneira de tornar o processo menos dolorido e ajudar outras mães que também passam e passaram por momentos parecidos.

A blogueira australiana Laura Mazza, de 30 anos, falou sobre os desafios que se apresentam nesse momento.

“Quando me perguntam como foi o parto, eu digo que é a coisa mais fácil do mundo, diante da dificuldade que é de fato ter um filho e tudo que vem depois. Nunca imaginei que os primeiros dias de um filho poderia ser os mais difíceis e sombrios”. Sua história viralizou e mostrou uma face não glamourizada da maternidade.

Laura Mazza contou as dificuldades da maternidade

Segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), uma a cada quatro mulheres sofrem de depressão pós-parto no Brasil.  Uma poderosa declaração da americana Kathy DiVicenzo abriu o debate em 2017 sobre a doença e o apoio que pode ser dado a uma mãe com o quadro depressivo depois de dar a luz.

“Nós temos que parar de assumir que o período pós-parto é eufórico, porque para uma em sete mulheres ele não é. Precisamos começar a perguntar aos novos pais como eles estão de uma maneira mais profunda do que o normal, ‘então, como você vai?’. Precisamos aprender os sinais, sintomas, fatores de risco e planos de apoio para condições pós-parto”, disse Kathy.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @yurifen.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Homem pode enfrentar 5 anos de prisão por usar gato como arma contra a polícia