Ciência

Como um pelo encravado ajudou esta mulher a descobrir um câncer na vulva

Redação Hypeness - 02/10/2019 | Atualizada em - 01/10/2019


Em março de 2018, a estadunidense Marisa Strupp, de 29 anos, foi ao dermatologista buscando remover um pelo encravado na vulva. Meses depois, a jovem descobriu que, na verdade, o inchaço que a incomodava tratava-se de um câncer.

Já na primeira consulta o dermatologista analisou o local e disse que a pele ao redor da protuberância parecia saudável. Apesar disso, recomendou que Marisa visitasse um ginecologista para tratar o problema.

View this post on Instagram

I’m not feeling my best tonight, but in the end it’s so worth it. I’ve really learned how to listen to my body, even though I want to get through my to do list for the day. Sometimes i just need to lay down and cozy up. ? I’ll take the days I don’t feel my best because it’s going through a lot internally. Getting my fourth injection with a smile on my face is a big difference from how I felt the first time. I was a mess in the beginning, but I was ready to start this next chapter in my journey. Knowing how much my body is doing for me with this cancer fighting drug keeps me mentally strong. All I can do is listen to my body and help it wherever I can. ? #opdivo #nivolumab

A post shared by M A R I S A ✨ S T R U P P (@marisastrupp) on


Em agosto do mesmo ano, o “pelo encravado” foi removido e enviado para a biópsia. A jovem então descobriu que o incômodo que sentia era devido a um câncer na vulva.

Logo Marisa foi encaminhada para uma cirurgia de remoção de tumor e de quatro nódulos centrais. O procedimento durou cerca de três horas.


Como este tipo de câncer ocorre com mais frequência entre mulheres acima dos 75 anos, Marisa teve dificuldades em encontrar apoio em sua luta. Para se conectar com outras vítimas de câncer, passou a compartilhar o processo de cura através do Instagram, onde hoje reúne mais de 2 mil seguidores. Ela também contou sua história ao jornal Metro.uk.

View this post on Instagram

My everything through it all ♥️.

A post shared by M A R I S A ✨ S T R U P P (@marisastrupp) on


Após a cirurgia, a americana continuou o tratamento, que envolveu o uso de 12 injeções ao longo de 12 meses. Através da rede social, ela comemorou o término deste processo, embora ainda necessite passar por avaliações médicas de duas a três vezes ao ano.

Publicidade

Fotos: Reprodução Instagram/marisastrupp


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Praia de Salvador é invadida por objetos que pertenciam a navio nazista