Sustentabilidade

Escócia proíbe produção e venda de utensílios com hastes flexíveis plásticas

por: Gabriela Glette

Um dos itens mais presentes na poluição plástica marinha, precisamos urgentemente encontrar um substituto para os cotonetes de plástico. A Escócia está fazendo sua parte e é o primeiro país da Europa a banir a produção e a venda das hastes flexíveis plásticas.

proibição-cotonete-escócia-1

O governo já havia anunciado a proposta no início de 2018 e, quase dois anos depois, a lei acaba de entrar em vigor. A notícia foi comemorada pela diretora da ONG Marine Conservation Society – Catherine Gemmell. “Voluntários captaram mais de 150 mil hastes nas praias escocesas nos últimos 25 anos. Portanto, essa proibição em vigor é uma vitória fantástica para nossos mares e animais selvagens”.

proibição-cotonete-escócia-2

No entanto, antes de aprovar a lei, o governo lançou uma consulta pública para sondar a aceitação da proposta de proibição. Aprovada pela imensa maioria das pessoas, a secretária de Ambiente da Escócia – Roseanna Cunningham, comemora: “Estou orgulhosa de que o governo escocês tenha se tornado o primeiro governo do Reino Unido a proibir cotonetes de plástico. Plásticos descartáveis não são apenas um desperdício, mas geram lixo desnecessário que destrói nossas belas praias e espaços verdes, enquanto ameaça nossa vida selvagem em terra e no mar”.

proibição-cotonete-escócia-3

Ainda de acordo com ela, o país vai continuar implementando medidas para diminuir a produção de plástico. Vale lembrar que, até julho de 2021 em toda a União Europeia, talheres, pratos e recipientes para alimentos e bebidas feitos de poliestireno expandido serão proibidos.

proibição-cotonete-escócia-4

A proibição do plástico no Brasil

Em 2018, o Senado aprovou o projeto (PLS 92/2018) que prevê a retirada gradual do plástico de materiais descartáveis. Isto significa que ele deverá ser substituído em 20% dos utensílios no prazo de dois anos após a eventual vigência da lei.

Esta exigência irá subir progressivamente – para 50% após 4 anos; para 60%, após 6 anos; e para 80%, após 8 anos. Em cerca de 10 anos o plástico descartável deverá ser totalmente banido.

Publicidade

Fotos: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Youtuber comemora 20 milhões de inscritos financiando plantio de 20 milhões de árvores