Debate

Fernanda Lima fala sobre tabu do barrigão na reta final da gravidez: ‘assusta um pouco’

por: Yuri Ferreira

A queridíssima modelo e apresentadora Fernanda Lima abriu o jogo sobre a reta final da gravidez e o ‘barrigão’ que vem junto desse momento tão especial. Fernanda espera o terceiro filho fruto do casamento com também modelo, apresentador e ‘homão da p*rra’ Rodrigo Hilbert.

Não é a primeira vez que a global passa por essa experiência. Há 10 anos atrás, Fernanda teve gêmeos, João e Francisco. Hoje com 42 anos, a apresentadora atravessa mais uma gestação, dessa vez dará à luz a uma menina.

Fernanda Lima exibe o barrigão no Instagram

Para a apresentadora, o assunto da gravidez ainda é um grande tabu na sociedade: “É como se falassem algo do tipo: ‘Fica aí no seu canto, faz o seu trabalho e volta depois de parir’. Acho isso muito louco. Seis anos atrás fiz um ‘Amor e Sexo’ sobre gravidez e foi, disparado, o pior Ibope de toda a história do programa. O assunto ainda é um tabu, sim.”, afirmou ao UOL.

Fernanda sofreu com hiperêmese gravídica, uma condição que faz com que a grávida fique em constante enjôo e vomite com muita frequência: “Claro que tem mulher que fica muito bem e não dá para dizer que toda gravidez é complicada, que toda gravidez é chata. Mas acho que precisamos falar mais sobre quem passa por dificuldades do que romantizar a gestação”, adicionou atriz.

O tabu da gravidez

O tamanho da barriga é uma dos primeiros estigmas que mulheres enfrentam, especialmente ao final da gestação. Entretanto, isso não é regra: já contamos a história das grávidas que, com apenas um mês de diferença, tinham dois desenvolvimentos corporais e duas trajetórias do corpo completamente diferentes. Chontel Duncan, da esquerda, é uma modelo fitness e concorrente a ‘Miss Austrália’. À direita, Natalie Smith, amiga de Chontel, mostra a diferença dos impactos da gestação em cada corpo.

Cada corpo mantém sua história

A transformação estética após a gravidez afeta boa parte das mulheres. A fotógrafa lituana Vaida Razmislavičė explorou essas mudanças em um incrível ensaio fotográfico com diversas mães antes e depois de darem a luz. O nome da série é ‘Becoming a Mother‘ (Se tornando uma mãe, em português).

Uma das fotos da série ‘Becoming a Mother’

Os tabus ultrapassam as alterações corporais. Tatá Werneck, comediante também apresentadora da Globo, relatou que, assim como Fernanda, passou teve hiperêmese gravídica.

“Grávida mole? Não existe grávida mole, mulher mole. É difícil mesmo! Eu estou até agora passando mal. Já vomitei 15 vezes só essa noite. Mas ainda não estou com três meses e tenho a esperança de que vai melhorar. Gravidez é um processo de transformação muito grande. Não há nada em você que não se modifique. Em um mês e meio saí de casa umas seis vezes (tirando idas a médica que vou toda semana). Não há romantismo. Há amor”, disse Tatá em seu Instagram.

Publicidade

Fotos: foto 1: Reprodução/Instagram/foto 2: Reprodução/Instagram/foto 3: Vaida Razmislavičė/Reprodução


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @yurifen.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Homem pode enfrentar 5 anos de prisão por usar gato como arma contra a polícia