Criatividade

Internet parodia Greta Thunberg como estrela de death metal e ela se diverte com brincadeira

por: Redação Hypeness

O bom de viver no meio de uma explosão tecnológica é poder desfrutar de criações como uma montagem do discurso histórico de Greta Thunberg na ONU versão death metal

– Outros jovens ativistas do clima além de Greta Thunberg que vale a pena conhecer

A internet é esse poço sem fim de criatividade. A ideia de mixar a fala da jovem ativista em defesa do meio ambiente com o estilo, digamos, agressivo, foi do baterista de trash-metal John Meredith, membro do trio norte-americano Suaka. 

Greta Thunberg vesão death metal

O músico contou à Rolling Stone que o ‘start’ veio quando assistiu ao efervescente discurso de Greta na ‘Cúpula do Clima’, em Nova York. Ele, então, pegou suas baquetas e criou a faixa, que rapidamente se transformou em hit.

‘Greta Thunberg sing Swedish Death Metal’, é o título da canção. “Ela evocou o lado sombrio do death metal”, diz o músico. 

Greta gostou tanto da paródia, que compartilhou o vídeo em sua conta do Twitter. 

“Eu segui em frente e abandonei essa coisa de clima…De agora em diante, vou cantar death metal. E só!”, ironizou.

 Ataques 

Insuflada pela agressividade do death metal, o tom ácido da postagem de Greta Thunberg pode ser interpretado como uma alfinetada nos críticos. Desde a fala na ONU, a garota recebeu ataques de todos os lados. 

Teve político divulgando fotografias com montagens grosseiras e até um jornalista brasileiro demitido depois de sugerir que uma adolescente de 16 anos precisava de sexo. O radialista Gustavo Negreiros foi mandado embora da 96 FM, do Rio Grande do Norte, após o discurso machista. 

Greta foi vítima e notícias falsas e ataques machistas

“Ela é uma histérica, ela é uma mal amada. Vá fumar seu baseadinho lá na Suécia”, bradou. Gustavo se desculpou no dia seguinte. Tarde demais. A direção da rádio, que perdeu três dos quatro patrocinadores, encerrou o contrato com o comunicador. 

Superpoderosa 

Afinal, por que o ativismo de uma jovem de 16 anos contra a emergência climática pode gerar tanto ódio? Greta talvez não compreenda, mas usa o convívio com a síndrome de Asperger – distúrbio que faz parte do espectro do autismo, como inspiração. 

“Quando o discurso de ódio te persegue por causa das diferenças, significa que eles não têm nada mais. Eles sabem que você está vencendo!”, ponderou. 

É impossível fechar os olhos para a relevância de Greta Thunberg. O que você estava fazendo aos 16 anos? O Hypeness traçou um perfil sobre a breve caminhada da jovem. Filha de um autor e uma cantora de ópera, ela iniciou a trajetória ao faltar na escola para participar sozinha de um ato na frente do Parlamento sueco. 

“Greve escolar pelo clima!”, dizia o cartaz empunhado por Greta. A mobilização chamou a atenção de outros jovens e o resultado veio depressa. No último dia 15 de setembro, mais de 1,5 milhão de estudantes foram às ruas em mais de 100 países, em uma já histórica marcha pelo clima. 

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Bob’s se une ao Rappi e Coca-Cola para surpreender entregadores