Debate

Izabella Camargo pede licença da Globo 20 dias após retorno

25 • 10 • 2019 às 16:28
Atualizada em 25 • 10 • 2019 às 16:37
Yuri Ferreira
Yuri Ferreira   Redator É jornalista paulistano e quase-cientista político. É formado pela Escola de Jornalismo da Énois e conclui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo. Já publicou em veículos como The Guardian, The Intercept, UOL, Vice, Carta e hoje atua como redator aqui no Hypeness desde o ano de 2019. Também atua como produtor cultural, estuda programação e tem três gatos.

A jornalista Izabella Camargo pediu licença médica 20 dias após voltar à sua posição na Rede Globo. Izabella é responsável pela elaboração de conteúdos de previsão de tempo para os jornais da principal emissora de televisão do país.

Segundo o Notícias da TV, a jornalista apresentou um pedido médico para tirar licença devido a “questões emocionais”. O delicado caso estampou os jornais há algum tempo. A apresentadora foi demitida da emissora após ter sofrido de uma crise de Burnout causada pelo próprio modelo de trabalho que lhe era imposto dentro da Globo.

– Síndrome de Burnout: Esgotamento profissional é reconhecido como doença OMS

Izabella Camargo nos estúdios da GloboNews

A jornada de trabalho de Camargo era durante a madrugada; ela era responsável pela apresentação da previsão do tempo de três telejornais matinais da emissora. Depois de uma crise ao vivo, ela pediu uma licença médica.

A jornalista foi demitida ao voltar do período. “Estou sendo punida por ter ficado doente, com uma doença funcional. Os laudos provam isso. Foi um susto. Esperava qualquer coisa, menos ser demitida”, disse a apresentadora ao UOL.

– Fui demitida porque fiquei doente’. Jornalista da Globo foi afastada por Burnout e acabou desligada

Camargo abriu uma ação trabalhista exigindo que fosse readmitida pela emissora. O Tribunal Regional de Trabalho de São Paulo admitiu o pedido da jornalista e, em 23 de setembro de 2019, ela voltou a incorporar o quadro de funcionários da redação da Globo.

Sua volta, naturalmente, não foi assim tão agradável. Demitida injustamente, a apresentadora foi barrada na portaria da Globo quando voltou em seu primeiro dia para ser reincorporada. “Eles me receberam na calçada, a conversa foi feita de pé, na rua”, afirmou Camargo à VEJA.

Após ser reincorporada, a jornalista adotou o horário de trabalho normal (das 8h às 16h). Entretanto, mesmo após 20 dias no novo (e antigo) trabalho, Izabella pediu um novo afastamento médico. De acordo com o Notícias da TV, uma nova decisão judicial reverteu a sentença que obrigava a Globo à recontratá-la.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Canais Especiais Hypeness