Debate

Maisa reflete sobre empoderamento e autoestima: “Não dá pra romantizar aceitação”

por: Redação Hypeness

Maisa Silva deu mais uma aula sobre empoderamento feminino e mostrou que tem sido uma pessoa cada vez mais consciente, dando uma lição sobre autoestima e autoconhecimento.

A atriz e apresentadora de 17 anos sempre prtagoniza verdadeiras aulas nas redes sociais e na televisão sobre feminismo e demonstra ter muito bom senso para tratar de temas importantes, como homofobia. Não foi diferente dessa vez e Maisa falou em entrevista sobre padrões estéticos e redes sociais, mostrando como é importante refletir a respeito desses temas nos dias atuais.

— O post de Maísa neste Dia da Mulher é um tapa na cara da hipocrisia

Maisa Silva

Em entrevista à revista Glamour, Maisa Silva mostrou que transita bem entre a adolescência e a vida adulta com a mesma segurança com que deixou a infância. Ao responder uma pergunta sobre como perceberam que ela havia crescido, disse que “na hora que comecei a dar minhas opiniões nas redes e viram que eu não falava só coisas nonsense ou lia o que me mandavam.

Ela acrescentou, “perceberam que eu tinha pensamento crítico. Devia ter uns 13 anos quando comecei a postar sobre menstruação, empoderamento e todas as descobertas que eu estava fazendo”.

Maisa também falou que, assim como qualquer pessoa normal, ela também dá uma choradinha de vez em quando. “Às vezes nem sei porque estou chorando. É uma maneira de extravasar algo que você não percebeu”.

View this post on Instagram

✨💛

A post shared by +A (@maisa) on

A apresentadora do SBT também refletiu na mesma entrevista sobre como é fundamental fugir de padrões estéticos impostos pela sociedade, afinal muito do que se vê nas redes sociais não é real e nem deve ser considerado como um ideal a se alcançar.

“Não dá para sofrer buscando padrões inalcançáveis que só existem graças a Photoshop. Não me comparar é o primeiro passo para uma autoestima saudável. Também não dá para romantizar a aceitação. Tem dias em que me acho feia e não quero nem olhar no espelho. Aí procuro pensar em alguma coisa positiva minha, uma coisa boa que fiz… Assim começo a me sentir confiante, e isso resplandece”, declarou.

— Maisa estreia no SBT debatendo bullying e bate recordes na internet “Lugar de mulher é mudando o mundo”

Redes sociais e autoestima

Maisa Silva não está sozinha ao falar sobre autoestima e redes sociais. A também atriz Cleo Pires também abriu o coração em uma entrevista para o ‘Fantástico’, da TV Globo, revelando alguns dos sentimentos que a afetaram depois de ser vítima do julgamento de usuários sobre o seu corpo em páginas na internet.

“Qualquer mulher, mesmo para aquelas que estão dentro do padrão que é aceito, recebem esse tipo de pressão estética. Eu mesma já recebi diversos rótulos, um deles é o inconstante. O fato de eu sempre estar mudando, me redescobrindo, me permitindo, não significa que os meus ideais e os meus princípios também mudem”, disse Cleo.

“As pessoas só enxergam aquilo que querem enxergar, ninguém está realmente disposto a te conhecer a fundo, por isso é muito mais fácil viver num mundo ‘rotulando’. Não é normal você ser julgada por causa da aparência”, finalizou.

Publicidade

Foto: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Decisão do STF: como ela impacta prisão do DJ Rennan da Penha, negros e periféricos