Inspiração

Morre Thor, cachorro que auxiliou nas buscas em Mariana e Brumadinho

por: Yuri Ferreira


Mais um herói brasileiro se foi. Thor, o cão farejador que atuou nas buscas de vítimas soterradas nos desastres ambientais de Mariana e Brumadinho, faleceu aos 5 anos e 2 meses de idade. A informação é do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

– Brumadinho: Bombeiros e veterinários resgatam 45 animais com vida

Thor trabalhou nas buscas de Brumadinho

Thor trabalhou nas buscas após o rompimento das barragens da Vale em Brumadinho, nesse ano, e em Mariana, em 2015. O cãozinho participou também do resgate do esportista francês Gilbert Eric Welterlin no Pico dos Marins, entre o estado de São Paulo e Minas Gerais, no ano de 2018. Além desses casos, Thor foi um dos principais farejadores após o desabamento de um edifício no bairro de Mantiqueira, em Belo Horizonte.

– Lassie e outros 3 cachorras e cachorros que fizeram história

O cãozinho da raça border collie faleceu após um grave quadro de leishmaniose e uma infecção no pâncreas que danificou o intestino dele, sendo sua causa mortis uma hemorragia interna. Thor era um dos principais cães farejadores em situações de risco do Brasil e atuou em diversos desastres no estado de Minas.


“Graças à atuação dele, inúmeras famílias puderam ter seus entes queridos localizados e velados. Thor era considerado uma referência nacional na localização de pessoas desaparecidas”, afirmou o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais em comunicado oficial. “O Thor nunca foi considerado como apenas um cão e, sim, como um Bombeiro Militar que verdadeiramente era”, adicionou a nota.

– Cachorro nada 220 km e acaba resgatado por trabalhadores em plataforma de petróleo

Além de Thor, outro cachorro que atuou em Brumadinho também nos deixou esse ano devido à complicações de saúde. Barney desapareceu em Maio desse ano ao saltar num rio em busca de vítimas de um acidente em Santa Catarina.

Os Bombeiros Militares de Minas continuam trabalhando em buscas após o rompimento da barragem de Brumadinho. Mesmo sem Thor, as operações que buscam encontrar novas vítimas ainda desaparecidas ainda continuam na cidade.

 

Publicidade

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @yurifen.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pastor se assume gay aos 91 anos: ‘Cresci em um mundo hostil’