Ciência

Múmias de 3 mil anos são encontradas em 30 sarcófagos bem preservados no Egito

por: Vitor Paiva

A história e o passado seguem brotando literalmente do chão no Egito. Atrás de um mero muro de pedras, no sudeste do país, um grupo de arqueólogos encontrou uma tumba com 30 múmias entre adultos e crianças em um complexo de câmaras funerárias descobertas após escavação. Os sarcófagos de madeira pintada foram descobertos na semana passada em excelente estado de conservação em Asasif, na região do Vale dos Reis, próxima a Luxor, no sul do país, e serviam de caixão para homens, mulheres e crianças de uma importante família de sacerdotes.

A escavação não precisou de mais do que um metro de profundidade para encontrar os caixões empilhados em duas linhas, e estima-se que datem do século X a.C., ou cerca de 3 mil anos atrás. Decorando a madeira dos sarcófagos é possível distinguir pinturas em vermelho, verde e preto, com hieróglifos, divindades egípcias, pássaros, flores, cobras e flores adornando os caixões.

Tratam-se de descobertas de imensa importância, que irão para o Grande Museu Egípcio, que será inaugurado no ano que vem no arredores da pirâmide de Gizé.

Segundo o Ministro das Antiguidades do Egito, Khaled El-Enany, essa é uma das maiores e mais importantes descobertas arqueológicas dos últimos anos. “É a primeiro tumba com caixões humano grande encontrada desde o século XIX”, afirmou El-Enany.

De acordo com o líder da expedição, Zahi Hawass, o achado ajuda a sabermos mais sobre a região do Luxor. “Até aqui, tudo que sabíamos vinha das tumbas somente, mas essa nova descoberta nos ajuda a aprender sobre as técnicas utilizadas para produzir os caixões reais e o mobiliário colocado nas tumbas”, disse.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
O que são os Acordos de Artemis e sua importância para um futuro pacífico na exploração espacial