Diversidade

Nanismo Brasil: pessoas pequenas criam associação pioneira para combater discriminação

por: Vitor Paiva

Um grupo de brasileiros das mais diversas áreas, entre educadores, profissionais do marketing, de recursos humanos, médicos, empresários, bancários e outras profissões, decidiu pela primeira vez se unir pela causa que os agrupa: o nanismo. A visibilidade, a inclusão, os direitos e as necessidades de quem vive com nanismo são as bandeiras da Nanismo Brasil, a primeira associação independente em defesa das pessoas com nanismo no país. A ideia é que as pessoas saiam de suas bolhas e ganhem poder coletivo e político para a conquista de maiores direitos.

Parte do grupo da associação Nanismo Brasil

Segundo Fernando Vigui, coordenador da associação, os dilemas começam até mesmo nos números do nanismo no país: ainda que as estimativas sugiram que uma em cada 20 mil pessoas nasça com nanismo, não se sabe oficialmente quantos são no Brasil. Os dilemas, porém, vão além: apesar de muitos banheiros hoje serem adaptados, por exemplo, para pessoas com deficiências físicas, poucos atendem às pessoas pequenas. Os vasos altos e eventuais impedimentos de acesso às pias muitas vezes não permitem que essas pessoas usem os banheiros em locais públicos.

View this post on Instagram

"Juntos somos mais fortes!". Essa foi a frase que mais escutamos no dia 26 de outubro de 2019… E não é que vocês têm razão? Esse encontro provou que este é o momento, que esta geração está mais do que pronta para fazer acontecer, hoje e para as próximas gerações. Foram mais de 250 vozes na mesma direção, na mesma sintonia, em um só propósito… Existir! Vocês fizeram deste, o maior encontro de pessoas com nanismo da história do Brasil, quem sabe da América Latina (estamos pesquisando). Parabéns para todos nós! Lembram? Isso é sobre NÓS! Para quem não foi, este é só o começo. Logo traremos novidades que nos unirá ainda mais, fiquem ligados. Fiquem com esse vídeo que ficará marcado para todo o sempre na história do nanismo. Estamos juntos! #nanismo #nanismobr #nanismobrasil #littlepeople #tallabaja #dwarfism #nadasobrenóssemnós #respeito #empatia #empoderamento #pcd #deficiência #acondroplasia #displasia #encontronacional #25deoutubro #representatividade #juntossomosmaisfortes #associação #vidasqueimportam

A post shared by Nanismo Brasil (@nanismobr) on

Há também, segundo a associação, a própria necessidade de expansão do conhecimento sobre a saúde de pessoas com nanismo – e os membros relatam que é recorrente o desconhecimento médico sobre suas singularidades: por se tratar comumente de fatores hormonais e genéticos, a condição exige diversos cuidados ósseos, posturais e endocrinológicos específicos. O pano de fundo, porém, do trabalho da Nanismo Brasil é a mentalidade com relação à infantilização e a lógica anedótica com que se olha a pessoa com nanismo. O lançamento da associação aconteceu no último dia 26 e reuniu mais de 250 pessoas.

Publicidade

© fotos: Facebook/Instagram


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Marília Mendonça se desculpa por fala transfóbica; comentário pode colocar LGBTs em risco