Ciência

NASA grava e compartilha os misteriosos sons de Marte; escute o planeta vermelho

por: Gabriela Glette

Se ainda não podemos habitar em outro planeta que não seja a Terra, a partir de agora poderemos ao menos escutar o som de Marte. Na última terça-feira, a NASA revelou os sons emitidos pelo planeta vermelho e você irá se surpreender com tamanho mistério. O sismômetro que captou o som é conhecido como Seismic Experiment for Interior Structure – Experiência Sísmica para Estrutura Interior, em português (SEIS), e foi desenvolvido para detectar e registrar os incompreensíveis sons do planeta, permitindo que os cientistas aprendam mais sobre a estrutura principal de Marte.


Plantado em Marte em dezembro de 2018, nenhum som havia sido emitido até abril deste ano, o que configura um mistério ainda maior. Desde então, cerca de 100 fenômenos foram detectados, e a NASA descreve que 21 desses casos são “fortemente considerados como terremotos”. A agência espacial também revelou que os eventos eram em torno das magnitudes de 3,7 e 3,3, respectivamente.

sons de marte 1

Os estrondos não podem ser detectados por ouvidos humanos, então as gravações precisaram ser aceleradas e processadas e isto só foi possível devido à semelhança da crosta de Marte, que se aproxima de uma mistura de crostas da Terra e da Lua. Graças às rachaduras na crosta terrestre, que se selam com o tempo, à medida que são lavadas pela água com minerais mais recentes, as ondas sonoras puderam viajar através de fraturas antigas sem interrupção.

sons de marte 2

Missão InSight

A missão – intitulada de InSight, foi realizada por membros do Imperial College de Londres, que afirmaram ter sido uma experiência emocionante poder ouvir as “primeiras vibrações do lander”. Com terremotos que vêm e vão em segundos, a superfície de Marte é mais parecida com a da Lua, com ondas sísmicas que duram cerca de um minuto e este pode ser apenas o início de uma série de descobertas.

sons de marte 3

sons de marte 5

Publicidade

Fotos: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Imagens mostram regressão de câncer terminal após terapia pioneira no Brasil