Design

O logo das Olimpíadas de 2024 parece com o de um app de ‘date’ e a internet (claro) não perdoa

por: Vitor Paiva

A cultura francesa costuma trazer um ingrediente de sensualidade elegante em suas mais variadas expressões. Para a criação do logotipo das Olimpíadas de 2024, que acontecerá em Paris, esse elemento também se fez presente – e a internet vem reagindo com furor adolescente diante do logo recém lançado. A reação tem sido tão intensa que, entre o cômico e o juvenil, há quem declare efetivo “tesão” pela personagem retratada no logo que, para muitos, lembra o ícone do Tinder, e poderia ser utilizado em apps de paquera.

O logo das Olimpíadas de Paris

“Essa é a primeira vez que o Comitê Olímpico decidiu que o logo deveria ser ‘mais sexy’”, escreveu um usuário do Twitter. Uma reportagem do jornal USA Today afirmou que a impressão que o símbolo passa é de que ele irá “apagar um cigarro no calçada e lhe dar um sorriso dengoso que irá lhe perseguir para sempre”, disse a matéria.

Comparação entre o logo dos Jogos e o do Tinder Gold

Houve quem visse a personagem Rachel, de Friends, ou mesmo Amélie Poulain na figura da imagem. Há, porém, quem tenha ido longe demais, e declarado que efetivamente tinha vontade de flertar com a personagem Marianne, retratada no logo.

Claro que, por trás do humor que conduz essa leitura, há também uma boa dose de objetificação da figura da mulher – seja na feitura do próprio logo, seja na leitura que fazemos da imagem.

Página que viu um penteado emo no logo dos Jogos

Seja como for, a sensualidade está de fato sugerida na imagem e, enquanto logo, se trata de um dos mais bonitos e elegantes dos jogos recentes, especialmente em contraste aos recorrentes exageros do design na hora de criar um símbolo para os Jogos Olímpicos.

“Eu ajeitei o logo dos jogos de Paris 2024. Agora está perfeito”

https://www.hypeness.com.br/tag/paris/

Publicidade

© fotos: divulgação/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Este cemitério no Jardim Ângela tem arquitetura para confortar os vivos