Ciência

O que é a falsa miopia causada por uso excessivo de celular e computadores

23 • 10 • 2019 às 19:22 Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

É sabido que o uso excessivo de computadores pode trazer problemas de naturezas diversas – de sociabilidade, de movimentos repetitivos para articulações do corpo, e até mesmo problemas políticos para um país. Um sintoma direto, porém, desse vício tecnológico atual impacta nossa visão de tal forma que um novo tipo de problema de vista passou a existir: a falsa miopia, que provoca visão embaçada para longe.

O mal acontece depois de horas forçando a visão para focar imagens próximas, quando um músculo interno do olho chamado ciliar se esforça em excesso. A fadiga por esse trabalho constante enrijece um músculo que precisa estar relaxado para conseguir focar as imagens ao longe – e, assim, uma espécie “falsa” de miopia acontece. Tal sintoma é mais comum em pessoas que já possuam hipermetropia, que já traz dificuldade em enxergar de perto e assim amplifica a fadiga do ciliar.

É preciso consultar um oftalmologista e realizar um exame completo de vista para descobrir se um eventual sintoma vem de uma miopia falsa ou verdadeira. O tratamento é, porém, diferente: enquanto a miopia real exige óculos, lentes ou eventualmente uma cirurgia, a “falsa” pode ser tratada com colírios e exercícios visuais – além de eventuais óculos para perto. Para evitar o problema, recomenda-se manter a tela na altura dos olhos, preferir monitores com alta resolução e, é claro, sair da frente da tela do computador sempre que possível, e olhar à sua volta o mundo real.

Publicidade

© fotos: divulgação


Canais Especiais Hypeness