Sustentabilidade

Pesquisadores da USP desenvolvem plástico de mandioca transparente

por: Gabriela Glette

Crises ambientais são excelentes oportunidades para que a gente desenvolva materiais menos agressivos ao meio ambiente. Com o objetivo de substituir o plástico tradicional, pesquisadores brasileiros criaram um novo tipo de plástico biodegradável, que tem como matéria-prima o amido de mandioca. A técnica utiliza o gás ozônio para processar o amido e melhorar as propriedades do plástico e foi desenvolvida em parceria por duas unidades da USP: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), em Piracicaba, e Escola Politécnica (Poli).

plástico da mandioca 1

“A busca por alternativas renováveis para a produção de plásticos biodegradáveis é crescente, sendo foco do estudo de diversos grupos de universidades no mundo inteiro”, explica o professor Pedro Esteves Duarte Augusto – um dos envolvidos na pesquisa. O plástico produzido é mais transparente e resistente, podendo ser utilizado em diversos tipos de embalagens.

plástico da mandioca 2

No entanto, engana-se quem pensa que a descoberta se deu de uma hora para outra. O grupo de pesquisa estudava a possível produção de plásticos a partir de amidos de alimentos há mais de 15 anos. Mais do que aprovado, o resultado é um produto de boa qualidade, feito através de uma tecnologia verde.

mandioca

Entre os benefícios do plástico de mandioca estão maior resistência, transparência e permeabilidade. O processamento dos amidos com ozônio permitiu a obtenção de filmes plásticos mais resistentes e homogêneos, com diferente interação com a água e, em alguns casos, melhor transparência. Essas são características de grande interesse industrial, demonstrando como a tecnologia de ozônio pode ser útil para a fabricação de plásticos biodegradáveis com propriedades melhores do que utilizando apenas o amido nativo. O próximo passo é produzi-lo em escala industrial.

plástico da mandioca 5

Substitua o plástico

Os resultados da cultura do uso do plástico descartável podem ser vistos facilmente. Estudos garantem que, até 2050 os oceanos poderão conter, por peso, mais plástico do que peixe. A maneira mais eficaz de resolver o problema é evitar que mais plástico entre no oceano.

plástico da mandioca 4

Os artigos descartáveis de plástico são o maior grupo único de resíduos encontrados nas margens do mar: produtos como talheres de plástico, garrafas de bebida, bitucas de cigarros ou cotonetes representam quase metade de todo o lixo marinho. Você tem feito a sua parte?

Publicidade

Fotos 1 e 2: divulgação

Fotos 3, 4 e 5: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Estes estonteantes bolos veganos deixam qualquer sobremesa no chinelo