Ciência

Ter um cachorro pode te ajudar a viver mais, aponta estudo

por: Gabriela Glette

Nos últimos anos diversas pesquisas apontaram as vantagens de se ter um cachorro em casa. Nossos fiéis amigos de quatro patas são muito mais do que companheiros, mas podem nos ajudar a viver mais. É o que aponta um recente estudo feito por pesquisadores da American Heart Association.

cachorro faz bem pra saúde 1

O resultado veio após diversas análises em banco de dados, constatando que de modo geral, donos de cães diminuem o risco de morte prematura em pelo menos 24%. Além disto, eles podem ser ótimos para quem já sofreu uma doença cardiovascular, como infartos e derrames, reduzindo em cerca de um terço os riscos dessas pessoas voltarem a apresentar esses problemas.

cachorro faz bem pra saúde 2

A pesquisa foi realizada com 300 mil suecos – com idades entre 40 e 85 anos, e que já sofreram um infarto ou ataque isquêmico. Entre os sobreviventes de ataques isquêmicos que viviam com cachorros, o risco de morte era 33% menor em comparação com quem vivia sozinho. Já para os donos de cães que já tiveram derrames, o risco de morrer era 27% menor.

cachorro faz bem pra saúde 3

Em uma segunda pesquisa, foram analisados dados de cerca de 3,8 milhões de pessoas maiores de 18 anos. O resultado é que, entre os donos de cães o risco de morte precoce era 24% inferior em relação ao resto da população e as chances de se ter um ataque cardíaco caíam em 65%.

cachorro faz bem pra saúde 4

Outras pesquisas já comprovaram que ter um cachorro em casa pode melhorar nossa saúde cardiovascular. Se ter uma boa saúde é o resultado de um conjunto de fatores associados – como uma boa alimentação e a prática frequente de exercícios, a resposta para o bem que um cachorro pode nos oferecer pode estar diretamente ligada com a questão da companhia. Diversos outros estudos mostraram que a solidão pode ser extremamente prejudicial à saúde. Você ainda tem dúvidas quanto a adotar um cachorro?

cachorro faz bem pra saúde 5

A estreita ligação entre solidão e saúde

Existe uma diferença enorme entre solidão e solitude. Se o ser humano precisa de momentos em que esteja sozinho, aquela sensação de desamparo e angústia que acompanha a solidão é prejudicial à saúde.

Um estudo do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade de Nova York inclusive comprovou que pessoas mais solitárias eram as que mais possuíam problemas cardíacos. Proteção, afeto, segurança e relacionamento com o próximo são essenciais para a saúde mental – e física também, do ser humano. Infelizmente, algumas pessoas não possuem familiares próximos, ou moram em um país distante. E é aí que os cachorros podem desempenhar um papel fundamental em nossas vidas.

Publicidade

Fotos: Unsplash


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Acidentes com morcegos aumentam 101% em São Paulo; entenda