Matéria Especial Hypeness

ZENCâncer: a experiência de Luciana Lobo com o câncer a despertou para o auxílio a outros pacientes

por: Gabrielle Estevans

Nas noites de insônia vividas em 2017 pelo excesso de corticóide durante o tratamento oncológico de um câncer de mama, Luciana Lobo resolveu usar o tempo acordada para sonhar alto: colocou no papel três projetos que pretendiam levar a pacientes com câncer práticas de autoconhecimento e bem-estar.

“Durante o tratamento, desenvolvi uma metodologia que ajudou com que eu não me perdesse no processo — que é longo e muitas vezes doloroso. Precisei encontrar meus recursos internos e ensinamentos recebidos para transformar essa experiência”, relembra em entrevista ao Hypeness.

– Amanda Ramalho, do ‘Esquizofrenoias’, dá 6 dicas para manter a saúde mental em dia

Foi por meio desse processo que desenvolveu o método conhecido como ‘Cinco Âncoras’ e que é base do instituto que fundou, o Zen Câncer: impermanência, gratidão, autocompaixão, autocuidado, compaixão. Na instituição, a principal atividade oferecida é a aula gratuita de Yoga Restaurativa, “uma prática terapêutica e relaxante onde o corpo fica seguro, apoiado em almofadas e mantas e o praticante aprende a identificar as tensões e liberá-las na direção dos apoios”, explica. 

Atualmente, 50 participantes circulam pelo projeto e além de atividades voltadas a pacientes com câncer, o Zen também atende acompanhantes no projeto Com Fiar’, que nasceu com a ideia de levar oficinas de crochê para as salas de espera de hospitais de Oncologia Pediátrica, mas que passará também a atender, a partir de 2020, parentes de pacientes adultos.

“Sabemos que a doença é da família, pois todos são emocionalmente afetados pelo diagnóstico. Podemos observar o estresse que o tratamento e principalmente os exames de rotina pós-tratamento traz para todos. No ‘Com Fiar’, ensinamos atividades de tecer fios, mas também a prática da atenção plena, diminuindo a ansiedade.”, explica Lobo.

E se o processo como um todo já é desafiador para adultos, para crianças a trajetória do diagnóstico à cura pode ser ainda mais difícil. Só em 2018, o Instituto Nacional de Câncer (INCA) estimou 12500 novos casos de câncer infantil. Neste ano, o Ministério da Saúde lançou um alerta nas redes sociais lembrando a pais e cuidadores que crianças não costumam inventar sintomas e que é preciso estar atento às queixas dos pequenos. Pensando nisso, no Zen Câncer há um projeto especial para eles.

– Série poderosa mostra o poder das tattoos na superação de mastectomias

Agradecendo, durante seu tratamento, a possibilidade de ter feito mestrado em Microbiologia, Lobo pensou que seria benéfico se, de forma lúdica, as crianças também pudessem ter acesso a esse conhecimento. Foi assim que surgiu ‘O Incrível Universo Celular’, rebatizado de ‘Vamos falar sobre o câncer?‘ e que, hoje, é um projeto de extensão da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Da reunião de pessoas com diferentes formações, surge a mágica: os pequenos aprendem sobre oncobiologia, nutrição, sistema imunológico, psicologia, criação de roteiro, regulação emocional através de um material didático pensado exclusivamente para eles. Tudo com foco na saúde, não na doença.

Para o futuro, o instituto pretende ganhar mais bairros do Rio de Janeiro e, logo, chegar em outras cidades. Enquanto esse dia não chega, o Kit ZENcancer cumpre seu papel de bater à porta dos pacientes pelo Brasil e entregar um pouco de relaxamento e autocuidado em meio ao turbilhão que é enfrentar a doença.

Publicidade

Foto: Divulgação


Gabrielle Estevans
Jornalista, escreve sobre gênero, cultura e política. Também trabalha com pesquisa, planejamento estratégico e projetos com propósito e impacto social.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ela foi a primeira profa brasileira eleita entre os 10 melhores do mundo