Ciência

143 linhas de Nazca criadas entre 100 a.C. e 300 d.C foram encontradas no Peru

por: Mari Dutra

Cientistas da Universidade Yamagata, no Japão, com auxílio da tecnologia da IBM descobriram 143 novos geoglifos presentes nas Linhas de Nazca, no Peru. As descobertas foram feitas desde 2018 e estima-se que tenham sido criadas entre os anos 100 a.C e 300 d.C.

Conforme a Revista Galileu, o achado mais recente do grupo trata-se de uma figura humanóide com 2 metros de largura. Apesar disso, os pesquisadores ainda não conseguiram reconhecer qual o propósito destas formações.

Embora sua origem seja ainda um mistério, acredita-se que os enormes desenhos tenham sido criados para fins ritualísticos ou para guiar viajantes ao longo de um percurso. Localizadas em um perímetro de cerca de 20 km, seu tamanho costuma variar entre 5 m e 50 m de largura.

As Linhas de Nazca foram reconhecidas como Patrimônio Mundial da Unesco em 1994. Na época, somente 30 figuras haviam sido identificadas – e outras 40 puderam ser classificadas até 2015.

Com as novas descobertas, já são cerca de 200 marcações catalogadas, mas ainda podem haver muitas a ser descobertas. “Há uma necessidade urgente de obter um entendimento preciso da distribuição dos geoglifos, para que seja possível trabalhar para protegê-los”, destacam os pesquisadores.

Leia também: Choque de Cultura da vida real: Caminhoneiro estraga relíquia arqueológica no Peru

Publicidade

Fotos: Divulgação/Universidade Yamagata


Mari Dutra
Especialista em conteúdos digitais, Mariana vive na Espanha, de onde destila textos sobre turismo, sustentabilidade e outros mistérios da vida. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog e no Instagram do Quase Nômade.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
USP desenvolve rodo com radiação que mata vírus no chão de hospitais