Sustentabilidade

Ele mora no 13º andar e mesmo assim teve apartamento tomado por enxame de abelhas

por: Yuri Ferreira

Imagina acordar e ter cerca de 100 abelhas no meio do seu apartamento no décimo terceiro andar, no centro de São Paulo? Foi isso que aconteceu com o João Fellet, um repórter da BBC Brasil que tentava fazer uma mudança. Mas vamos te explicar, é mais simples do que parece:

As abelhas de João escaparam de caixas similares à da imagem

João cria abelhas em casa. São abelhas mandaçaias, uma espécie que não tem ferrão, mas faz mel como as outras. Durante a mudança, ele resolveu colocar as abelhas – e todos os outros pertences – na casa de sua mãe, para fazer a troca completa de apartamento no outro dia. Porém, quando acordou, viu o apartamento infestado de insetos.

– Como a morte de 500 milhões de abelhas em 3 meses no Brasil vai afetar nossa alimentação

Ele cometeu um erro e deixou a casa dos bichinhos descoberta, o que fez elas escaparem. Por não estarem no lugar onde estavam acostumadas, se debatiam na janela para tentar voltar para onde estavam originalmente.

“Quando acordei, mais de cem abelhas estavam soltas no apartamento da minha mãe. As janelas estavam fechadas, então as abelhas se chocavam com os vidros, tentando sair. Foi uma das cenas mais tristes e desesperadoras. Por um descuido meu, uma colônia inteira podia morrer”, contou em um tweet.

– Apicultor ‘treina’ suas abelhas para fazerem mel com maconha

Ele tentou recuperá-las, mas não conseguia fazer com que elas voltassem para sua caixinha. Algumas morreram de tanto se debater na janela. João então tomou uma decisão arriscada – e desaconselhada por seus amigos que também criam abelhas:

“Tomei num impulso a decisão de abrir as janelas. Assim ao menos morreriam livres, voando pela cidade. O enxame saiu voando pela janela. Escrevi para um amigo que também cria abelhas nativas em SP. Ele me jogou um balde de água fria: ‘elas não vão voltar'”, relatou.

Seu amigo estava errado. Quando voltou à casa antiga para finalizar algumas coisas da mudança, ele trombou com as mandaçaias. Elas voaram 3,1 kilômetros entre o Higienópolis e o Paraíso e chegaram à casa antiga muito mais cedo do que o esperado.

– Califórnia quer incluir abelhas entre espécies nativas protegidas

Depois, ele deixou algumas abelhas na casa nova e algumas sobreviventes na casa de sua mãe. Ele não tinha muita esperança que elas fossem voltar, mas conseguiu. Ele reuniu os enxames e tudo deu certo, com as operárias trabalhando a todo vapor.

“Agora elas estão se adaptando ao novo endereço. Algumas ficam dando voltas na caixa, enquanto outras já começaram a trazer pólen para a colônia. O enxame está salvo! E assim a vida triunfa na maior metrópole do Hemisfério Sul – que, antes de tudo, é selva, embora de pedra”, finalizou João.

Confira a thread do jornalista no Twitter:

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Xuxa divulga vídeo mostrando maus-tratos contra porcos em granja; veja