Inspiração

Eles rodaram o mundo reunindo histórias de amor para um documentário

por: Vitor Paiva

Será o amor uma força universal, ou um sentimento condicionado pelas circunstâncias que nos rodeiam? Como o amor acontece em cada lugar, cultura ou época? O que é, afinal, o amor? Essas nada fáceis perguntas movem o casal croata Andela e Davor Rostuhar a viajar pelo mundo para tentar, enfim, compreender esse sentimento que tanto nos move através de um filme.

Davor e Andela

A jornada de um ano por mais de 24 países pesquisando tais questões irá formar um documentário que pretende justamente retratar a humanidade através do amor enquanto valor. “Descobrimos histórias extraordinárias por todo o mundo, cada uma com sua especificidade e especialidade”, disse Davor, em matéria para o site Bored Panda. As mais de 100 entrevistas trarão casais poliândricos do Himalaia (quando as mulheres casam-se com vários homens), casais homossexuais do Irã (onde a homossexualidade é ilegal) – e muito mais.

Anil e Madhu (Índia)

Na Amazônia, o filme mostrará que práticas poligâmicas tornaram-se uma maneira de preservar culturas, e no Quênia encontra uma vila onde somente vivem mulheres saídas de relacionamentos violentos. Intitulado “Love Around The World” (Amor pelo mundo, em tradução livre) o filme dará seus próximos passos nos EUA e na Europa pelos próximos meses – sempre a procura de pessoas e casais que queiram dividir suas histórias e impressões como chaves para se decifrar esse delicioso (e misterioso) enigma chamado amor.

Fahad e Tamadur (Arábia Saudita)

Jane (Quênia)

Jorge e Maria (Colômbia)

Kana, Iva e Tuma (Amazônas, Brasil)

Marcelo e José (Chile & Brasil)

Mariko e Hiroyuki (Japão)

Matthew e Naomi (Zâmbia)

Publicidade

© fotos: reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.


X
Próxima notícia Hypeness:
Médico envia cartão de Natal com perdão de dívidas milionárias de 200 pacientes com câncer