Sustentabilidade

Empresa de energia solar apoiada por Bill Gates trabalha para acabar com combustíveis fósseis

por: Kauê Vieira

O mais importante passo para reduzir ou mesmo acabar com o uso de combustíveis fósseis e enfim começar a salvar de fato o planeta pode ter sido dado pela combinação de duas tecnologias, uma supermoderna, e outra ancestral: inteligência artificial e… espelhos. A técnica, desenvolvida e realizada pela startup Heliogen, cria uma espécie de forno de altíssima potência, capaz de atingir temperaturas acima de mil graus – o equivalente a um quarto da temperatura do sol – e, com isso, substituir o uso de combustíveis fósseis nas indústrias mais poluentes do mundo.

O sistema é tão simples quanto eficaz: ao invés de capturar energia com painéis solares, ele concentra e acumula os raios do sol em um único ponto – apontando milhares de espelhos para o tal “forno” com precisão através da inteligência artificial. “Se você pegar mil espelhos e alinhá-los exatamente em um único ponto, poderá atingir temperaturas extremamente altas”, diz Bill Gross, fundador e CEO da Heliogen. A novidade pode, por exemplo, reduzir em até 60% o uso de combustíveis fósseis para produção de cimento, aço, vidro e mais materiais – responsáveis por boa parte da emissão de carbono no planeta.

Um dos apoiadores e patrocinadores da Heliogen foi o bilionário estadunidense Bill Gates, que vê na empresa um trabalho “promissor na busca de um dia substituir o combustível fóssil”, afirmou. Segundo Gross, a usina – que funciona mesmo em dias nublados, graças a um sistema de reserva – é capaz de gerar energia suficiente para um dia poder sintetizar hidrogênio em larga escala, capaz de ser transformado em combustível para aviões e carros. A produção de um hidrogênio “verde” seria, segundo Gross, uma mudança de jogo real na questão ambiental. “A longo prazo, queremos ser a empresa do hidrogênio verde”, afirmou.

Até lá, porém, a produção de energia solar e a substituição dos combustíveis fósseis nessas industrias poluentes é o foco da Heliogen. Em breve serão anunciados os primeiros clientes da startup, para assim convencer outras empresas e indústrias a escolherem o novo sistema, mais sustentável e limpo – e com o selo de aprovação de Bill Gates e do futuro do planeta.

Publicidade

© fotos: divulgação


Kauê Vieira
Nascido na periferia da zona sul de São Paulo, Kauê Vieira é jornalista desde que se conhece por gente. Apaixonado pela profissão, acumula 10 anos de carreira, com destaque para passagens pela área de cultura. Foi coordenador de comunicação do Projeto Afreaka, idealizou duas edições de um festival promovendo encontros entre Brasil e África contemporânea, além de ter participado da produção de um livro paradidático sobre o ensino de África nas Escolas. Acumula ainda duas passagens pelo Portal Terra. Por fim, ao lado de suas funções no Hypeness, ministra um curso sobre mídia e representatividade e outras coisinhas mais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ele mora no 13º andar e mesmo assim teve apartamento tomado por enxame de abelhas