Debate

Homem percorre 16 mil km e descobre ser herdeiro de escravizados e senhores escravistas

por: Yuri Ferreira

Uma expedição de três anos para todos os cantos do Brasil atrás de sua origem. Depois de 16 mil quilômetros percorridos, o engenheiro Daniel Fermino da Silva descobriu que sua família tinha origem tanto de senhores de escravos quanto de escravizados. A história foi descoberta e publicada originalmente pelo El País.

Em uma viagem de mais de três anos, Daniel foi atrás de suas origens e descobriu que sua família carrega linhagens bastante distintas, mas essenciais para a história do Brasil. Através da coleta de relatos orais e também de documentos, ele conseguiu mapear suas origens de maneira precisa, que surpreendeu muitos historiadores.

– Mulheres lideraram combate à escravidão de indígenas na Amazônia, mostra estudo

Daniel Fermino mostra os resultados de sua pesquisa

“Fiquei surpreso quando descobri que do lado da minha mãe eu tinha ascendência de famílias nobres de São Paulo, donas de escravos com sobrenomes tradicionais, e do lado do meu pai, de negros cativos [escravizados]”, afirmou Daniel ao EL País.

Uma das principais descobertas de sua pesquisa foi acerca do passado com escravizados. O ex-Ministro da Fazenda, Rui Barbosa, tomou uma drástica atitude após a aprovação da Lei Áurea, mandou queimar todos os registros de posse de escravizados. A estratégia foi, segundo historiadores, uma maneira de impedir que os senhores pedissem indenizações acerca da ‘propriedade‘ destas pessoas. A medida foi importante para manutenção das contas do Estado brasileiro, mas prejudicou a existência de registros sobre o período da escravidão no Brasil.

– Coisa de preto é ganhar o Oscar. O maravilhoso e histórico discurso de Spike Lee

Mesmo com essa dificuldade – a ausência completa de documentos sobre a família de parte de pai – Daniel foi à região onde o pai nasceu, conversou com quilombolas e traçou a linha de origem de sua ascendência paterna.

“Descobri que havia duas comunidades quilombolas nos arredores, então fomos até lá conversar com as pessoas. As informações que consegui lá foram quase todas via história oral, muita gente não sabe ler nem escrever. E aí muita informação se perde”, contou.

– Alunos decidem indenizar descendentes de negros vendidos como escravos por universidade dos EUA

Por parte de mãe, Daniel descobriu que sua origem era de latifundiários paulistas que possuíam escravizados, mas tiveram os bens todos retirados pela coroa portuguesa após uma revolta contra o aumento de impostos durante o período de 1700 no país.

Além disso, o engenheiro ainda descobriu outros fatos reveladores que dizem muito sobre a história de nosso país.

“Quando eu olho ao redor dentro da minha família negra, eu vejo que não tiveram ascensão social. Isso colocou pontos de interrogação na minha cabeça. Eu percebi que para alguns a meritocracia é melhor do que para outros”.

Publicidade

Fotos: © El País - R.CHICARELLI


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Ônibus de empresa que matou 41 em acidente rodava ilegalmente desde 2019, diz Artesp