Futuro

Londres e Sydney em 19 horas e sem escalas: conheça o voo mais longo do mundo

por: Gabriela Glette


Não existe nada mais prazeroso do que viajar. Aquela sensação de chegar no aeroporto e saber que dentro de pouco tempo você irá conhecer um lugar novo, é indescritível. Porém, viajar de avião não é uma experiência muito confortável. Pouco espaço para dormir, comida nada saborosa, ar condicionado glacial, isto sem falar na pressão que faz nosso corpo inchar. Você conseguiria fazer um voo de 19 horas sem escalas? No mês passado um avião da Qantas realizou este feito, em um voo que foi de Londres a Sidney.

voo mais longo do mundo 1

Este foi o voo mais longo da história e fez parte de um experimento da companhia aérea, que tinha como objetivo avaliar o impacto físico e emocional da tripulação, para considerar se viagens deste porte poderão ser feitas no futuro.

voo mais longo do mundo 2

A companhia australiana alcançou dois recordes ao mesmo tempo, tornando-se a responsável pelo mais longo voo – tanto em termos de distância quanto de duração. Ao todo, o avião passou 19 horas e 19 minutos no ar e utilizou mais de 100 toneladas de combustível. Os 4 pilotos da aeronave foram liderados pela  capitã alemã Helen Trenerry.

voo mais longo do mundo 4

A tripulação era essencialmente de funcionários da Qantas, pois o número de passageiros precisava ser limitado para que o avião pudesse realizar o percurso de 16.000 km sem precisar reabastecer. Nenhuma companhia aérea conseguiu esta proeza, afirma o CEO da Qantas – Alan Joyce, que define a missão como a “última fronteira da aviação”.

https://www.instagram.com/questinny/?utm_source=ig_embed&utm_campaign=loading

Efeitos no corpo humano

A bordo do avião estavam cientistas de duas universidades australianas para observar como dormem e se alimentam os passageiros e controlar o nível de melatonina, “o hormônio do sono”. Além disto, os pilotos utilizaram sensores para medir a atividade cerebral e o estado de alerta.

voo mais longo do mundo 3voo mais longo do mundo 3“O conhecimento científico fundamental do ritmo circadiano mostra que quanto maior a diferença de horário entre os locais de saída e chegada mais são percebidos os efeitos do fuso horário, que também são maiores se você voa em direção ao leste, ao invés do oeste”, explica à AFP Stephen Simpson, professor da Universidade de Sydney.

voo mais longo do mundo 5

Se um voo de 10 horas já nos deixa acabados, imagine um de 19 horas sem escalas. Será que o corpo humano está realmente preparado para viagens deste porte?

Publicidade

Fotos: divulgação


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Reposição obrigatória de peças por 7 a 10 anos é nova aposta da UE para redução de lixo