Ciência

Quanto tempo dura uma brisa? Estudo analisa efeito do THC no corpo humano

Yuri Ferreira - 26/11/2019 às 17:21 | Atualizada em 24/01/2022 às 18:49

Consumida diariamente por cerca de 22,5 milhões de pessoas ao redor do mundo, segundo dados da ONU, a maconha é originária da Ásia Central e Meridional. Na época, ela era plantada apenas para que suas sementes servissem de matéria-prima na produção de roupas e cordas. Foi somente no terceiro milênio a.C. que o consumo humano da cannabis começou. O principal motivo? Aproveitar os efeitos psicoativos gerados sobretudo pelo tetrahidrocanabinol (THC), componente majoritário da erva.

“Parece que faz muito tempo. Mas será que faz? Tô confuso. Será que ainda tô chapado? Ou já fiquei sóbrio e não sei? Será que já está na hora de bolar outro? Ou será que eu fumei e esqueci? Não… quer dizer, não sei!”

Essa sequência de pensamentos já aconteceu com boa parte das pessoas que fumam maconha. Quando é que a brisa acaba? Será que tem hora pra acabar? Seus problemas acabaram: temos a resposta!

Cerca de 22,5 milhões de pessoas ao redor do mundo consomem maconha todos os dias.

– Weedmaps Museum: museu dedicado à maconha é inaugurado em Los Angeles

Quanto tempo dura o efeito da maconha?

A duração de uma onda pode variar muito, e vários fatores podem entrar em jogo. Quanto maior a quantidade e maior a qualidade da maconha que estiver sendo ingerida, maior a duração do efeito. Se você tem um metabolismo rápido resistência, os efeitos da maconha serão mais rápidos e durarão menos. Mas não existem números exatos para “resistência à maconha”.

De forma resumida, um metabolismo rápido é capaz de de eliminar as partículas de THC do sangue com maior facilidade. Já um metabolismo resistente faz com que o cérebro seja menos afetado pelo THC. A questão de quantidade e qualidade é mais óbvia, a maior ingestão levaria, inevitavelmente, a uma prolongação do efeito.

O tempo de uma brisa é igual a essa simples equação:

Tempo de onda = [(quantidade x concentração) / (velocidade do metabolismo x resistência)] / meio de ingestão.

– NY é o mais novo estado dos EUA a descriminalizar a maconha

Mas e o meio de ingestão? Então, aqui está a grande diferença. Fumar um baseado vai te deixar com uma onda média de 1 a 2 horas. A ingestão por maneira comestível (brownies, cookies e outras coisas da culinária canábica) pode ser a mais prolongada, com ondas que podem durar de 3 a 4 horas ou mais.

Se ingerida como bebida ou comida, a maconha tem um efeito maior no organismo

Outro fator que pode influenciar, por exemplo, é a maneira como a fumaça seria consumida. A inalação por cigarros queima parte substancial do que poderia ser consumido. Bongs aproveitam mais o THC. Por último, os vaporizadores extraem as partes mais importantes do fumo. O método de queima alterará a relação concentração x quantidade, aumentando o tempo de onda. Mas isso não variará muito entre 1 e 2 horas, pode ficar tranquilo.

Isso não demonstra quanto tempo a maconha fica no seu organismo. Vestígios de THC podem ficar por até 1 mês no seu corpo, então, isso não tem muita conexão com a duração de sua onda. No mais, é isso. Acho que agora você tem uma ideia do quanto vai durar sua brisa.

– Larica: Estudo diz que legalização da maconha aumentou consumo de junk food

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Canais Especiais Hypeness