Arte

Artista Vik Muniz usa cinzas do Museu Nacional para recriar obras perdidas no incêndio

por: Mari Dutra

O artista Vik Muniz transformou as cinzas do Museu Nacional em matéria-prima para uma série de trabalhos artísticos. Com a iniciativa, os resquícios do incêndio ocorrido no museu no dia 2 de setembro de 2018 foram transformados em arte  que reproduz relíquias do acervo perdido.

Os trabalhos estiveram expostos na galeria Sikkema Jenkins & Co., em Nova York, no mês passado. A mostra trouxe reproduções em 3D de algumas das obras destruídas no Museu Nacional, além de 11 fotografias de desenhos elaborados pelo artista usando as cinzas do museu.

Foto: Divulgação

A exposição chega ao Brasil em março do próximo ano, quando deverá fazer parte da programação do Centro Cultural Casa da Moeda, no Rio de Janeiro.

“Era um dos meus museus preferidos. Passei horas lá na minha primeira visita. Tinha uma aura de mistério que fazia com que você quisesse descobrir o que não sabia”, comenta Vik, citado pela Casa.com.br.

Foto: Guito Moreto/Divulgação

Mais do que resgatar o legado do Museu Nacional, o artista pretende ajudar sua reconstrução. Graças a isso, irá destinar o dinheiro da venda das peças expostas a equipes que tentam recuperar os tesouros perdidos no incêndio. A verba deverá ser usada na aquisição de equipamentos e na produção de um livro sobre as pessoas envolvidas no resgate.

Publicidade

Foto em destaque: Guito Moreto/Divulgação


Mari Dutra
Especialista em conteúdos digitais, Mariana vive na Espanha, de onde destila textos sobre turismo, sustentabilidade e outros mistérios da vida. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog e no Instagram do Quase Nômade.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Quando descobriu porque tava bem, ficou mal pra cacete | Do Amor #125