Diversidade

Demorou 99 anos, mas UFRJ cria pós-graduação sobre autores negros

por: Karol Gomes

Finalmente! Segundo a coluna de Lauro Jardim, de O Globo, a partir de março de 2020 a cadeira de literatura brasileira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vai, pela primeira vez em quase cem anos, oferecer um curso de pós-graduação stricto sensu exclusivamente sobre autores e autoras negros brasileiros

Os estudantes poderão estudar obras clássicas de Lima Barreto (foto), Cruz e Sousa, Conceição Evaristo, Ana Maria Gonçalves e muitos outros. 

– Pretaria: primeiro clube de assinaturas especializado em literatura antirracista

A UFRJ é a maior universidade federal do país e, com frequência, configura entre as 15 melhores universidades da América Latina nos rankings especializados. Logo, é um avanço ver uma instituição tão importante colaborando para valorizar e preservar a cultura afro brasileira.

A literatura negra apresenta o outro lado da história do Brasil, ou mesmo de brasileiros de maneira individual, que costuma ser distorcida pelos livros de histórias. Muitas vezes, até mesmo apagadas.

Publicidade

Foto / Conceição Evaristo: Walter Craveiro/Flip/Fotos Públicas

Foto / Lima Barreto: Divulgação


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Apresentadora da Globonews expõe racismo de ex-colega de trabalho: ‘A vida dá voltas’