Inspiração

Esta dupla de compositores de 88 e 102 anos acaba de lançar seu primeiro álbum

por: Gabriela Glette

Está mais do que na hora de ressignificarmos a terceira idade, que, assim como qualquer outra, também é época de realizar sonhos. Alan Tripp é o exemplo perfeito de como nunca é tarde para irmos atrás daquilo que sempre sonhamos. Aos 102 anos, este senhorzinho inspirador está lançando seu primeiro álbum, junto de seu colega de 88 anos – Marvin Weisbord.

idosos compositores 1

A carreira musical dos músicos de jazz começou há dois anos, quando Tripp compôs um poema sobre envelhecer para o seu centésimo aniversário e o compartilhou com Weisbord, seu amigo em sua casa de repouso na Pensilvânia. O amigo músico gostou tanto do poema, que decidiu escrever uma música para ele – e, como Tripp se sentiu inspirado a continuar escrevendo mais e mais poemas, Weisbord continuou a usá-los como letras para baladas de jazz.

idosos compositores 3

Apesar de nenhum deles ter experiência em música, depois de algum tempo eles conseguiram reunir uma equipe de músicos para gravar suas composições no estúdio até conseguir publicar seu primeiro álbum de oito músicas – “Senior Songbook”, no mês passado.

“Nunca me diverti tanto na vida e nunca esperava fazer isso na velhice”, confidenciou Weisbord ao The Washington Post. O senhor de 102 anos diz que as músicas “cobrem toda a gama” de emoções vivenciadas pelas pessoas, independentemente de sua idade – desde desgosto e amizade platônica até amor e apreciação.“Você pode ser velho demais para tirar o lixo e também velho demais para beber vinho barato, mas nunca velho demais para amar”, disse ele em entrevista.

idosos compositores 2

Quando questionado sobre o segredo da longevidade, ele simplesmente respondeu: “Quando você está fazendo algo que lhe dá alegria e satisfação, não fica mais velho. Você interrompe o processo de envelhecimento e esse é um dos meus segredos: nunca se aposente”.

idosos compositores 4

Publicidade

Fotos: The Washington Post


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Brumadinho: Bombeiros ainda buscam vítimas em maior operação do país