Inspiração

Focas morrem após serem perseguidas e cercadas por banhistas

por: Yuri Ferreira


Focas são bichinhos muito fofos. Mas muitas vezes a interação humana com esses animais pode ser prejudicial para os animais, não somente indiretamente (através do aquecimento global, por exemplo), mas também através de interações diretas e desrespeitosas.

Essa história foi contada pela ONG Friends of Horsey Seals (Amigos das Focas de Horsey, em tradução livre). A região de Norfolk, na Inglaterra, costuma ser povoado pelas foquinhas entre novembro em janeiro. E na praia, muita gente costuma tentar interagir com as foquinhas, desconhecendo como elas se comportam e podendo tomar atitudes arriscadas com os animais.

– Focas estão aparecendo com enguias enfiadas no nariz em fenômeno misterioso

Duas crianças foram autorizadas pelas suas mães para caçar a foca (que não é a prova d’água) até o mar, onde ela se afogou e morreu”, afirmou um porta-voz da ONG, que é especializada no trato com focas em Horsey, que fica a nordeste de Londres.

Uma das focas que morreram nas praias Inglesas de Norfolk

Segundo a ONG, duas focas morreram nessa semana após interações com crianças. Uma foca foi afogada após ser perseguida por uma criança. A segunda foca foi abandonada pela mãe após ser cercada por pessoas. Sem a presença do bando, a foca ficou isoladas e acabou morrendo sem alimento e água, travada nas dunas de Norfolk.

– A explicação inacreditável para o pen drive que foi parar no cocô de uma foca

“A ação de turistas em Horsey e Winterton está matando as focas. Matando de verdade. A grande maioria das pessoas, que ficam surpresas e felizes com os animais, é um punhado de idiotas. É passível de crime causar a morte de qualquer espécie protegida”, afirmou o professor Ben Garrod, que é biólogo e professor da Universidade de East Anglia.

Após a campanha denunciando as mortes das focas, a ONG arrecadou mais de 2500 libras – cerca de 10000 reais – para continuar sua operação nas praias de Norfolk. Confira as postagens da ONG no Instagram:

View this post on Instagram

It’s about the SEALS not the SELFIE! We are so pleased to welcome visitors to this amazing wildlife spectacle and most people who visit are so respectful of the seals but unfortunately the need for some to get a selfie with a seal means often they are getting to close and disturbing them at this very sensitive time of pupping. Please be respectful don’t touch or disturb the seals and try to stay about 10 meters away at all times. THANK YOU! #friendsofhorseyseals #horseyseals #greyseals #greysealpup #seal #seals #pinnipeds #norfolkseals #horsey #sealpup #sealconservation #sealprotection #sealsofinstagram #sealphotography #uksea #marine #marinelife #marineconservation #northsea #sealife #norfolk #nature #wildlife #wildanimals #naturephotography #wildlifephotography #badselfie #oneplanet #wildlifeconservation #responsibility

A post shared by Friends Of Horsey Seals (@friendsofhorseyseals) on


Publicidade

Fotos: Reprodução/Facebook


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Jessica Cox, a história inspiradora da primeira piloto de avião sem braços