Diversidade

Grande dia! Maju Coutinho e Glamour Garcia roubam cena em prêmio do Faustão

por: Karol Gomes


Maria Júlia Coutinho e Glamour Garcia. Estes foram os nomes do ‘Troféu Domingão’ 2019. A premiação foi ao ar na última noite de domingo (15), com o apresentador Fausto Silva, o Faustão, apresentando os destaques do ano na Rede Globo. Mulher negra e mulher trans respectivamente, elas subiram ao palco para receberem o reconhecimento por suas diferentes lutas por espaço no entretenimento brasileiro.  

Maju venceu na categoria jornalismo, em que competia com sua antecessora no ‘Jornal Hoje’, Sandra Annenberg, e a apresentadora do Jornal Nacional’, Renata Vasconcellos. E sem disputa entre as profissionais! Maju até postou um vídeo super divertido com as três ‘cantando‘ nos bastidores. 


Ela foi ovacionada pela plateia ao entrar no palco do Domingão para receber o prêmio e agradeceu aos espectadores e sua equipe pelo apoio, em um belo discurso. 

“Estou lá representando uma galera, quase 40 pessoas do Jornal Hoje, num momento que alguns governantes flertam com autoritarismo. Agradeço ao público e divido com cada um dos meus colegas esse prêmio”.

– Maju Coutinho conhece espectadora mirim que se encantou com seu cabelo

Faustão quis saber se Maju já pensou em desistir da profissão por conta dos ataques e preconceitos sofridos. E ela respondeu prontamente. 

Quanto mais eu levo porrada, mais se faz necessária a minha presença, vou pela meditação para continuar. A gente tem que marcar presença, ainda mais num momento tão delicado e polarizado”.

Este foi um ano difícil para Maju nos bastidores do ramo. Ainda assim, ela resistiu a racismo e represália, fazendo história como a primeira mulher negra na história a apresentar o ‘Jornal Nacional’ e tornando-se a nova apresentadora do ‘Jornal Hoje’

Glamour Garcia, a Britney de A Dona do Pedaço, provocou lágrimas na audiência ao ser anunciada como vencedora do Troféu Domingão na categoria atriz revelação. Ela disputou o prêmio com Nany People e Carol Garcia e foi a primeira pessoa trans a vencer a premiação. 

A atriz se mostrou grata pelo papel na novela do horário nobre da emissora e aproveitou a exposição para falar sobre a mortalidade trans no Brasil. 

– Séries norte-americanas nunca tiveram tantos personagens LGBT, aponta relatório

“Infelizmente a estatística de vida das pessoas trans ainda é muito curta justamente por causa disso, as pessoas trans são violentadas e assassinadas ainda. Estar aqui hoje junto com a Nany é uma prova de que nós não somos só capazes, nós também somos felizes, acreditamos, ocupamos nosso espaço. Tenho muito orgulho de ser atriz e estar aqui hoje”, celebrou.

Por isso, quando uma vence, todas vencem! Representatividade importa!

Publicidade

Imagens: Divulgação / Rede Globo


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Drag queen de ‘RuPaul’ é inspiração para nova cerveja da Goose Island