Arte

 7 bandas afro-colombianas que foram sucesso em 2019 para você ouvir

por: Vitor Paiva

Brasil, Estados Unidos e os países da região do Caribe são os maiores produtores de música popular do mundo. Basta pesquisar um pouco em nossa própria memória musical (e corporal) para lembrar da imensa profusão de ritmos, estilos, escolas e artistas da música vindas dessas três partes do planeta – e perceber que foi aqui, nas Américas, que a música popular mais e melhor se fez.

Mas em verdade o encontro dessas três regiões, nesse caso, se dá na África: na mistura das heranças africanas que as pessoas escravizadas trouxeram de seus países e misturaram em algo novo e original. E em nenhum lugar essa história é mais clara e evidente do que no pequeno vilarejo de Palenque de San Basilio, na Colômbia – a primeira comunidade negra livre da escravidão de todo o continente.

Praça central do vilarejo

Venda de frutas nas ruas de Palenque

O vilarejo, localizado a 50 km de Cartagena das Índias, foi fundado por escravizados fugidos ainda no século XVII, e sua posição isolada, no sopé dos Montes de Maria, permitiu não só que o local existisse como que boa parte das tradições (e da musicalidade) africana fossem mantidas. Assim, hoje o local se tornou um verdadeiro caldeirão musical, misturando ritmos como champeta, reggae, afro-punk, hip-hop, música folclórica com batucadas percussivas e outros tantos ritmos africanos de origem.

No segundo final de semana de outubro acontece em Palenque de San Basilio o ‘Festival de Tambores’, que por quatro dias oferece o melhor da música local em apresentações livres, enquanto a população passeia e dança pela praça central.

O Festival de Tambores

Para conhecer o que de melhor soa nos picós (corruptela de “pick-up”, equivalente aos sistemas de som no Brasil), o Okay Africa separou 7 bandas afro-colombianas de Palenque que merecem toda nossa atenção – e nossa dança.

Kombilesa Mí

Estrellas del Caribe

Mitú

El Sexteto Tabalá

Rap Ku Suto

Son Palenque

Las Alegres Ambulancias

Publicidade

© fotos: divulgação/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Cameron Diaz reflete sobre fama e diz que abandonou carreira para se sentir em paz