Sustentabilidade

Airbnb disponibiliza moradia grátis para vítimas de incêndios na Austrália

por: Yuri Ferreira

Os incêndios na Austrália não começaram agora. Apesar de os olhos da comunidade internacional terem apenas se virado a esse problema no início de 2020, a temporada de fogo no país da Oceania se iniciou tipicamente no mês de setembro já com graves consequências. Há 4 meses, o fogo, que se concentrava no norte do país, se espalhou para todas as regiões da ilha e já trouxe inúmeras perdas.

Diversas empresas e celebridades tem auxiliado o país no problema. Mas uma das mais inspiradores atitudes foi tomada pela Airbnb, empresa que conecta pessoas a locações. A companhia tem disponibilizado, através do programa humanitário Open Homes, hospedagens para pessoas que necessitam de abrigo e voluntários que estão na luta contra o pior incêndio da história da Austrália.

– Coalas estão funcionalmente extintos devido a incêndios na Austrália, dizem pesquisadores

Incêndios no país já destruíram 2000 casas

O sistema do OpenHomes é feito por moradores locais que voluntariam o uso de suas casas para pessoas que necessitam de abrigo. O programa é viabilizado pela empresa e facilita a chegada de novos voluntários e auxilia pessoas em situação de risco. No caso da Austrália, ele está disponível em Nova Gales do Sul e Victoria. Esse tipo de esforço coletivo pode salvar milhares de vidas.

“Quando desastres acontecem, muitas pessoas precisam de alojamento temporário. Independentemente de serem vizinhos que estão sendo evacuados ou trabalhadores humanitários que estão viajando para prestar assistência, uma casa oferece às pessoas o espaço que elas precisam para pensar nos próximos passos. Com o simples gesto de oferecer seu espaço extra, os anfitriões podem desempenhar um papel importante na resposta e na recuperação de sua comunidade”, afirma a empresa em seu site oficial.

– Coala pede água para ciclista; incêndios mataram quase 10 mil na Austrália

Entenda a causa dos incêndios

O fogo sazonal é natural no país, mas se intensificou muito pelo aquecimento global, segundo especialistas

Os incêndios na Austrália preocupam o mundo inteiro. O premiê australiano, Scott Morrison, conhecido por ser um político que nega os impactos do aquecimento global, tem sentido na pele o problema. Além das 20 pessoas morreram em decorrência de acidentes ao redor de todo o país, presume-se que 500 milhões de animais tenham morrido no meio do fogo desde setembro.

Até agora, a área dos incêndios corresponde a 48 vezes o tamanho de São Paulo. Por mais que os incêndios nessa época sejam comuns na Austrália, nunca foi visto um desastre de tamanha proporção. Mesmo sem influência direta humana – como nas queimadas da Amazônia, a situação horrorosa é agravada pelas mudanças climáticas, segundo especialistas.

Mais de 500 milhões de espécimes morreram durante os incêndios

– Cidadãos processam governo da Austrália por falta de ação contra mudanças climáticas

O Departamento de Meterologia do País afirma que a causa dos incêndios está relacionada à primavera mais seca de todos os tempos no país. Em 2008, os relatórios Garnaut de mudança climática apontavam que a continuidade de emissões de gás carbônico na atmosfera levariam a um aumento nos incêndios sazonais na Austrália.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Como a produção de dendê está destruindo uma das maiores florestas da Ásia