Inspiração

Coletor de lixo cria biblioteca com mais de 200 livros jogados fora

por: Redação Hypeness

Dá para acreditar que existem pessoas por aí jogando livros no lixo? O coletor Luciano Ferreira de Lima pode atestar este fato, pois sempre encontra publicações durante seu expediente de trabalho, em Sorocaba (SP). Há tempos, ele tem recuperado os títulos que encontra em embalagens vazias, restos de alimentos e outros objetos.

Luciano montou uma biblioteca na própria casa, que já coleciona mais de 200 livros“Eu pensava ‘mas como que pode um livro descartado desse jeito?’. São livros excelentes, que eu sempre tive como muito importantes para a nossa educação e para o nosso país”, explicou, em entrevista para O G1

Luciano agora tem um segundo trabalho: ele limpa e restaura os livros que encontra. E a atividade extra o inspirou a estudar. Ele está cursando a faculdade de história e agora sonha em ser professor.

– Winnie Bueno criou o ‘Tinder dos Livros’ para democratizar leitura entre negros

Ele contou ainda que nunca imaginou ter este tipo de aspiração. Sempre gostou de ler, mas não teve exatamente uma vida de incentivos. Aos 11 anos, largou os estudos para passar seu tempo cometendo roubos e furtos para conseguir dinheiro e sustentar o vício nas drogas.

Com isso, acabou preso. Dentro da prisão, o coletor ganhou uma segunda chance nos estudos e começou a fazer um curso supletivo na Escola Estadual João Clímaco Camargo Pires, em Sorocaba. Na escola, sentiu dificuldades, mas, adivinha quem o socorreu? A literatura! 

– Reação à censura dispara venda de livros da Bienal que cresce 60% em relação a 2017

Com a ajuda dos livros, conseguiu dar a volta por cima. Neste período recluso, Luciano decidiu que iria mudar de vida dali para a frente. “Foi ali que eu resolvi mudar a minha história. A primeira coisa que eu queria fazer quando saísse era procurar uma escola. Eu sabia que, através da educação, eu poderia melhorar”, relembra.

Não é à toa que Luciano valoriza tanto o poder da leitura. Só quem precisou muito ser resgatado por livros, sabe como é. 

– Milhões de livros acabam de tornar-se de domínio público e quase ninguém sabia

Enquanto o sonho de ser professor não se realiza, Luciano continua encontrando tesouros descartados no lixo pelas ruas de Sorocaba. Ele também dedica algumas horas a dar palestras em escolas com o objetivo de mostrar aos jovens que tudo é possível com força de vontade e determinação.

“Não foi fácil. A vida não é fácil. A vida é difícil. A gente tem que fazer muito sacrifício para chegar aonde a gente quer chegar. Hoje, graças a Deus, eu tenho uma família maravilhosa e é para eles que eu procuro ser o melhor exemplo. Para os meus filhos terem orgulho do pai que têm”, finaliza.

Publicidade

Fotos: Reprodução/TV TEM


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.


X
Próxima notícia Hypeness:
Casagrande emociona com depoimento sensível e honesto sobre morte de Maradona