Diversidade

Irmãs albinas com 12 anos de diferença fazem ensaio estonteante

por: Yuri Ferreira


Você conhece o Cazaquistão? Muita gente provavelmente sequer lembrava da existência desse país tradicionalíssimo que fica entre a Mongólia e o Mar Cáspio, mas hoje falaremos sobre uma modelo cazaque que tem quebrado padrões com sua beleza estonteante.

Asel Kalaganova tem 14 anos e é albina. Ela já começou sua carreira de modelo pelo Cazaquistão, mas conquistou as redes sociais com um ensaio com sua irmã Kamila Kalaganova, de apenas 2 anos. As irmãs, que mesmo com dieferença de 12 anos nasceram com albinismo, fizeram uma série de fotos que quebram padrões de beleza.

– A modelo sul-africana que superou o preconceito e está mudando a percepção do mundo sobre o albinismo

A diferença de 14 anos entre as irmãs foi explorada no ensaio

“Pessoas ficam muito surpresas ao saberem que nós somos albinas. Muita gente sequer faz ideia do que é albinismo”, afirmou Asel ao jornal britânico The Daily Mail.

O albinismo se caracteriza como uma desordem genética em que a pessoa não produz melanina, pigmento que dá cor à pele. Dessa maneira, a pele e os pelos do albino não possuem pigmentação, sendo extremamente claros.

Asel combina os traços cazaques com o albinismo

“Quando eu dei a luz ao meu mais velho, a genética não era um dos nossos maiores conhecimentos. Agora entendemos melhor. [Quando ela nasceu] os médicos ficaram chocados, e eu comecei a acreditar que ela fosse russa. Depois, comecei a ler sobre o assunto e descobri que minhas filhas são albinas”, afirmou a mãe de Asel e Kamila em entrevista ao site Bored Panda.

– A maravilhosa modelo afro-americana com albinismo que está quebrando barreiras no mundo da moda

A prevalência do albinismo varia entre 1 para cada 3 mil e 1 para 20 mil pessoas. A raridade da condição, no entanto, não é um limite para a sua beleza, que ganha cada vez mais espaço nas passarelas como nova ordem – bem distante dos padrões (excludentes) tradicionais de beleza.

View this post on Instagram

🖤

A post shared by Asel Kalaganova🍒 (@assel_kamila) on


– A reação dessa mulher com albinismo à nova linha de make criada por Rihanna prova que representatividade é necessária

Confira as fotos do ensaio de Asel e Kamila:

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Magazine Luiza: reação após vaga exclusiva para negros prova que decisão foi acertada