Sustentabilidade

Lixo, assédio, DSTs: quais as principais preocupações dos brasileiros durante o Carnaval

por: Mari Dutra

Especializada em pesquisa digital, a empresa MindMiners realizou um estudo sobre as principais preocupações dos brasileiros durante o Carnaval. Os resultados indicam ansiedade em relação a pessoas que dirigem embriagadas, ao assédio sexual, à transmissão de DSTs e à produção excessiva de lixo.

O levantamento ouviu 500 pessoas em todo o Brasil, entre os dias 9 e 10 de janeiro. Os resultados mostram que, apesar de não estar no topo da lista de preocupações dos foliões, a sujeira e a poluição gerada no Carnaval são vistas como o principal ponto negativo da festa popular, à frente de problemas como roubos, assédio e consumo excessivo de álcool.

Além disso, a possibilidade de descansar durante alguns dias foi o principal ponto positivo, apontado por mais da metade das pessoas ouvidas. Entre os entrevistados, 77% ficará em sua cidade durante o feriado de Carnaval neste ano e só 20% destes pretende aproveitar a festa local.

Quando perguntados sobre os pontos negativos relacionados a estes dias, 71% dos entrevistados apontou a sujeira e a poluição da cidade. Quase metade deles indicou ainda que este deveria ser um dos temas mais importantes a abordar durante o Carnaval 2020 – a resposta ficou atrás de temas como álcool e direção; e assédio sexual.

Marketing sustentável em meio à folia

Sete em cada 10 pessoas indicou que ações sustentáveis ou de conscientização a favor do meio ambiente são as que mais aproximam as marcas de seu público durante essa época do ano. Embalagens de bebidas são vistas como as principais vilãs em termos de geração de lixo.

Os foliões também veem as marcas como responsáveis pela conscientização para o descarte correto das embalagens e por disponibilizar mais lixeiras durante os eventos, bem como a incentivar o público a produzir menos lixo. Não para por aí: 86% dos entrevistados têm convicção de que as empresas ainda podem melhorar nesse sentido, contribuindo para um Carnaval com menos lixo.

Atitudes conscientes durante o Carnaval

Em relação aos próprios hábitos, quase metade dos foliões disse que costuma levar uma sacolinha de casa para guardar seu lixo e descartá-lo corretamente e dois terços do total afirma que evita a produção de lixo desnecessário.

Foram apontados também outros hábitos rumo a um Carnaval mais sustentável: preferência por bebidas em lata (46%), uso consciente da água (39%) e reutilização de fantasias ou uso de fantasias feitas com itens reciclados (21%).

Recusa de brindes de marcas que não sejam úteis e uso de glitter biodegradável foram respostas escolhidas por 11% e 7% dos entrevistados, respectivamente. E, apesar de buscarem atitudes mais responsáveis, 6 em cada 10 pessoas disse que poderia fazer mais para curtir a festa de forma sustentável.

Leia também: Mais folia, menos lixo: manual para pular um carnaval mais sustentável

Publicidade

Foto em destaque: Matheus Frade

Fotos no corpo do texto: Divulgação/MindMiners


Mari Dutra
Especialista em conteúdos digitais, Mariana vive na Espanha, de onde destila textos sobre turismo, sustentabilidade e outros mistérios da vida. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog e no Instagram do Quase Nômade.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Estes estonteantes bolos veganos deixam qualquer sobremesa no chinelo