Inspiração

Mãe recebe apoio de orangotango enquanto amamenta bebê

por: Gabriela Glette

O ato de amamentar é o que distingue os mamíferos de outros animais. No entanto, em 2020 os seres humanos ainda não aprenderam a enxergar esta prática natural e genuína com toda a naturalidade que ela merece.

Resultado da sexualização da mulher, entre outras coisas, amamentar é visto como tabu em boa parte do mundo. No zoológico de Schönbrunn – em Viena, Áustria, uma mãe precisou encontrar um lugar escondido do público para amamentar seu bebê, mas teve uma surpresa que está deixando a internet emocionada. Enquanto ela se sentou próxima à janela de um jaula de orangotango, uma orangotango fêmea sentou-se ao seu lado, em uma cena que demonstra compreensão e empatia.

mãe amamentando com orangotango 1

Gemma Copeland já teve diversas experiências enquanto amamentava em público. Em uma delas, que aconteceu em um café, um cliente foi até sua mesa lhe pedir para se cobrir. Mulheres do mundo inteiro precisam lidar com este desconforto, como se amamentar fosse algo sujo ou feio. O mesmo não aconteceu quando um orangotango reconheceu imediatamente este ato, tão original quanto rechaçado. É como se por alguns instantes, elas fossem exatamente iguais.

mãe amamentando com orangotango 2

Fundado em 1752, este é o zoológico mais antigo em operação contínua do mundo e um dos maiores pontos turísticos de Viena. O estabelecimento orgulha-se de ser bem administrado e é reconhecido como um centro de conservação de espécies.

mãe amamentando com orangotango 3

Estas imagens foram publicadas no início da semana passada por Gemma, mas não estão emocionando apenas o público que se identificou com esta mãe. Segundo ela, esta viagem ficará marcada para sempre em sua memória.

“Gostaria de pensar que Viena nos escolheu em vez de escolher Viena. Ao procurar nossa viagem, eu não tinha um destino em mente, mas provou ser uma escolha de mudança de vida, pois pouco sabíamos o que estava prestes a acontecer.”

mãe amamentando com orangotango 4

Sua história e viralizou e atingiu mais de 5 milhões de pessoas em poucos dias. Ao se dar conta das inúmeras similaridades entre os seres humanos e os orangotangos – que compartilham 96,4% de nossos genes, Gemma decidiu usar a sua recente popularidade nas redes para pedir para arrecadar dinheiro para o resgate, reabilitação e liberação dos orangotangos. Através da plataforma International Animal Rescue, ela faz um apelo. 

“Atualmente, todas as três espécies de orangotango estão criticamente ameaçadas. Infelizmente, as atividades humanas são as responsáveis ​​pelos severos declínios nas populações. As ameaças aos orangotangos selvagens incluem caça furtiva, destruição de habitat causada pelo cultivo de óleo de palma e comércio ilegal de animais de estimação. Apesar de todos os nossos avanços modernos, esse momento me provou que, apesar de sermos de diferentes espécies, somos iguais.”

Publicidade

Fotos: Facebook


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Fogaça se emociona com conquista da filha de 13 anos que tem epilepsia: ‘Te amo’