Inovação

Picolé de cerveja? Como os pernambucanos vão transformar o Carnaval

por: Yuri Ferreira

O hit do Carnaval a gente ainda não sabe qual é, mas já apostamos na bebida da festa da carne. Em Recife, capital de Pernambuco, as empresas já estão produzindo picolés de cerveja artesanal, que prometem ser um sucesso no calor de 2020 e provavelmente vão chegar ao Brasil todo caso sejam realmente sensacionais como parecem ser.

A novidade foi anunciada pelas empresas Frissabor e Ekäut, que fabricaram em conjunto o novo picolé. A Frissabor é especialista em sorvetes e Ekäut em cervejas, o que levou à combinação perfeita para um verão refrescante e um pouquinho alcoólico.

– Esse sacolé de espumante fez com que seu criador fosse das areias da praia a dono de uma rede de champanherias

Imagens do já famoso picolé de cerveja

“Durante os testes, fizemos experiências com várias cervejas de vários tipos até chegarmos no rótulo atual. Colocamos uma base neutra e deixar o sabor da cerveja mais forte. Chegamos ao resultado de cerveja no palito”, afirmou o gerente da Frissabor, Ricardo Bocalho, à reportagem da TV Globo.

O picolé pode parecer simples e inofensivo, mas tem cerca de 3,75% de álcool, o equivalente a gradação alcoólica de uma cerveja leve. Por isso, só estará disponível para a venda para maiores de idade. O preço inicial do produto é de 7 reais.

– Carnaval inclusivo vai da fantasia ao bloco de rua para pessoas com deficiência em São Paulo

“O nosso foco grande é no verão e no nosso carnaval, mas no Nordeste, o picolé tem uma sazonalidade muito menor do que no Sudeste, porque a gente tem verão o ano inteiro, praticamente. Então é um produto que vai perdurar o ano inteiro”, afirmou Diogo Chiaradia, dirigente da Ekäut.

E aí, você acha que o picolé de cerveja vai superar os sacolés alcoólicos? O que dá pra saber, por enquanto, é que a galera tá bem ansiosa para a novidade pernambucana que pode mudar o Carnaval:

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
 Coronavírus: Ruanda tem pias para lavar as mãos antes de entrar em ônibus