Debate

Rainha Elizabeth soube de saída Harry e Meghan da família pela TV e está ‘furiosa’

por: Karol Gomes


Dá para imaginar a sala de roteiristas de The Crown neste momento em que estamos vivendo? Na tarde desta quarta-feira (8 de janeiro), o duque e a duquesa de Sussex, Harry e Meghan, anunciaram a saída da família real britânica e parece que a rainha Elizabeth II está “furiosa” com a decisão tomada pelo neto. 

Aparentemente o humor da soberana mudou porque Harry não comunicou esta grande decisão aos seus soberanos familiares: os príncipes Charles e William, próximos herdeiros diretos do trono, sem falar, é claro, da própria Rainha. 

– Kate Middleton doa cabelo para crianças e jovens com câncer

Uma fonte real de alto escalão no Palácio de Buckingham disse que a rainha e sua família ficaram sabendo da novidade pela televisão e estão “profundamente decepcionadas”. Outra afirmou, segundo a imprensa britânica, que os membros da realeza estavam “chocados, tristes e completamente furiosos” com o casal de Sussex.

Rainha Elizabeth II e os três próximos herdeiros do trono – Charles, William e George – em foto divulgada pelo perfil do Palácio de Buckingham no Instagram

E o comunicado real oficial lançado pelo Palácio de Buckingham não parece contrário aos rumores de descontentamento da Rainha. De uma maneira passivo agressiva, o texto basicamente nega a autorização para a retirada do duque e da duquesa: “As conversas (com o casal) estão em um estágio inicial. Entendemos seu desejo de adotar um enfoque diferente, mas são problemas complicados que exigirão tempo para sua solução”.

Harry e Meghan anunciaram a abdicação dos privilégios monarcas oficialmente por meio da conta de Sussex no Instagram, onde escreveram: “Pretendemos dar um passo atrás em nosso papel de membros seniores da família real e trabalhar para ser financeiramente independentes, mantendo nosso total apoio a sua majestade. […] Planejamos equilibrar nosso tempo entre o Reino Unido e a América do Norte e continuar cumprindo nossos deveres em relação à rainha, à Commonwealth [Comunidade das Nações] e às organizações de nosso patronato. Esse equilíbrio geográfico nos permitirá educar nosso filho no apreço à tradição real em que nasceu, ao mesmo tempo em que dará espaço para que nossa família se concentre em um novo capítulo [de sua vida]”.

View this post on Instagram

“After many months of reflection and internal discussions, we have chosen to make a transition this year in starting to carve out a progressive new role within this institution. We intend to step back as ‘senior’ members of the Royal Family and work to become financially independent, while continuing to fully support Her Majesty The Queen. It is with your encouragement, particularly over the last few years, that we feel prepared to make this adjustment. We now plan to balance our time between the United Kingdom and North America, continuing to honour our duty to The Queen, the Commonwealth, and our patronages. This geographic balance will enable us to raise our son with an appreciation for the royal tradition into which he was born, while also providing our family with the space to focus on the next chapter, including the launch of our new charitable entity. We look forward to sharing the full details of this exciting next step in due course, as we continue to collaborate with Her Majesty The Queen, The Prince of Wales, The Duke of Cambridge and all relevant parties. Until then, please accept our deepest thanks for your continued support.” – The Duke and Duchess of Sussex For more information, please visit sussexroyal.com (link in bio) Image © PA

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on


Quem acompanha  The Crown na Netflix – série conhecida pela veracidade e pesquisa histórica – sabe que abrir mão dos deveres da monarquia é algo considerado desonroso entre os familiares e que Elizabeth II é bastante rígida com relação ao posicionamento de seus parentes. Vale lembrar que, no comunicado dos duques de Sussex, não há menção alguma à renúncia a seus títulos e isso já foi o suficiente para enfurecer a chefe do clã. 

– Senhora de 98 anos rouba a cena…e dois beijinhos de príncipe Harry durante visita

Deve ser por isso que, segundo Daily Mail, o casal planejou em segredo sua decisão durante a estadia de seis semanas no Canadá, criando inclusive um novo site independente do da família real e pronto para ser lançado quando retornassem.

Harry e Meghan de Sussex em aparição pública mais recente Foto: Getty Images

Harry e Meghan agora planejam dividir seu tempo entre a Grã-Bretanha e a América do Norte. Eles ainda não têm ideia de onde morarão no continente americano, embora o Canadá seja claramente a opção preferida. Meghan morou lá durante anos enquanto trabalhava como Rachel da série Suits. Além disso, ela ficaria mais próxima de sua família, que é estadunidense. 

Outro aspecto a ser definido é como conseguirão a independência financeira. Fãs do trabalho de Meghan antes da carreira monarca especulam que ela volte a trabalhar como atriz. Será? 

– Primo da Rainha Elizabeth II protagoniza primeiro casamento gay da realeza britânica

A decisão do príncipe e de Markle acontece depois de um ano conturbado para os dois e parece ser bastante compreensível, já que ela estava sofrendo pressão midiática como nunca antes no relacionamento deles – algo que Harry teme em função do que aconteceu com sua mãe, a princesa Diana de Gales, que faleceu em um acidente de carro enquanto fugia de paparazzi.

Por ter escolhido batizar o filho em cerimônia privada, de portões fechados, Meghan passou de heroína para vilã aos olhos dos poucos veículos que não usavam falas racistas contra ela.

Depois de alguns meses reclusa, a duquesa emocionou o público por ter ela mesmo se emocionado durante uma entrevista. Tudo o que o repórter havia perguntado era se ela estava bem. A duquesa respondeu com sinceridade, dizendo que poucas pessoas lhe perguntavam isso atualmente e que deveria ter ouvido melhor seus seus amigos britânicos quando eles a avisaram que a imprensa local poderia ser mais violenta que a americana.

Foto oficial do batizado do príncipe Archie, filho de Harry e Meghan, divulgada pelo perfil de Sussex no Instagram

O racismo dos tablóides já forçou Harry e escrever comunicados pedindo respeito para a esposa e até entrar na justiça para defendê-la. Também houveram casos de racismo dentro de eventos oficiais da realezaRecentemente, ele admitiu os conflitos com o irmão William, os quais a mídia já especulava. O casal de Sussex, inclusive, escolheu não passar o Natal ao lado da família britânica. 

Na época que casaram, muito se falou sobre o que Meghan estava abrindo mão para ficar com Harry, incluindo uma carreira em Hollywood que a tornara milionária. Agora ele está podendo retribuir o favor, né? 

Agora é acompanhar os próximos capítulos dessa saga por independência dos Sussex. Literalmente. 

Publicidade

Foto: Getty Images


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Apresentador da Globonews é hostilizado ao correr no calçadão em meio à coronavírus