Ciência

Telescópio mostra as imagens mais detalhadas já vistas da superfície do sol

por: Redação Hypeness

Agora você pode olhar diretamente para o sol e enxergar o astro em um nível de detalhes nunca visto antes, graças ao telescópio solar Daniel K Inouye (DKIST, na sigla em inglês), no Havaí, Estados Unidos. Dá uma olhada: 

– Planeta do tamanho da Terra descoberto pela Nasa em ‘zona habitável’ é 50% mais frio

Os núcleos brilhantes são onde este material solar está em ascensão; as linhas escuras ao redor são onde o plasma está esfriando e afundando.

Cada uma dessas pequenas partículas mostradas na imagem formam as pequenas estruturas da superfície solar, que medem pelo menos 30 km – aproximadamente a área do Estado americano do Texas. Ou os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. Um tamanho impressionante se comparado com a escala do sol, que tem cerca de 1,4 milhão de km de diâmetro e está localizado a 149 milhões de km da Terra

– Nasa garante que uma mulher será o primeiro ser humano a pisar em Marte

O DKIST é um novo observatório posicionado no topo do Haleakala, um vulcão de 3 mil metros de altura na ilha havaiana de Maui. O espelho principal dele tem 4 metros, sendo considerado o maior do mundo para um telescópio solar.

O novo telescópio é uma nova e grande promessa para estudar o funcionamento do Sol. Os cientistas têm como objetivo entender a dinâmica do ‘clima espacial‘, como eles chamam explosões de energia e outras variáveis. Sabe-se que as gigantescas emissões de partículas carregadas e seus campos magnéticos danificam os satélites na Terra, prejudicam os astronautas, interferem nas comunicações de rádio e até interrompem as redes elétricas.

– Nasa: Terra está ‘mais verde’ do que há 20 anos. Mas não há o que celebrar

Foto: European Society of Anaesthesiology (ESA)

E mais imagens HD do sol estão por vir: por meio de uma parceria entre a agência espacial da European Society of Anaesthesiology (ESA), da Europa e a agência nacional de ciência, National Science Foundation (NSF), dos Estados Unidos, haverá uma sonda Solar Orbiter (SolO) na próxima semana, utilizando o DKIST para capturar as imagens mais de perto do Sol de todos os tempos, a apenas 42 milhões de quilômetros da superfície do astro. Esta distância é mais próxima do Sol do que o planeta Mercúrio.

Por aqui, não vemos a hora! Vai, ciência!

Publicidade

Fotos: National Science Foundation (NSF)


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Projeto anuncia recriação de odores da Europa do século 16 e vira piada nas redes