Viagem

A viagem dos sonhos em percurso de trem tombado pela Unesco nos Himalaias indianos

por: Vitor Paiva

Enquanto na maioria das viagens buscamos a velocidade e a rapidez como melhores transportes, quando viajamos de trem o propósito da jornada se torna outro: o tempo, a paisagem, a beleza da viagem e o charme do próprio trem se tornam prazeres singulares de um trajeto. Imaginem agora cruzar sobre trilhos um cenário que de tão espetacular foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, em 2008: é essa a dimensão do impacto da ferrovia Kalka-Shimla, no norte da Índia, que cruza cerca de 100 km por montanhas do Himalaia indiano, alcançando alturas de até 2.075 metros.

Com 103 túneis, 917 curvas, 988 pontes atravessando 18 estações de trem entre a estação de Kalka, no estado de Haryana (a uma altitude de 658 metros) até a estação de Shimla, na cidade de mesmo nome, no estado de Himachal, a ferrovia é um verdadeiro triunfo da engenharia. Funcionando desde 1903, a linha foi construída pelos ingleses, como um meio mais fácil para passarem as férias em Shimla.

A viagem dura cerca de 6 horas em um trem que parece de brinquedo, também como uma das atrações – que entra no século XXI de forma praticamente intacta ao que era desde sua fundação.

Atualmente, quatro diferentes trens percorrem o trajeto, todos oferecendo assentos simples ou em primeira classe – os bilhetes mais caros, recomendados fortemente por quem já fez a viagem, custam cerca de 370 rúpias, ou cerca de 5 dólares. O bilhete pode ser adquirido diretamente na estação de Kalka, mas é também recomendado que se faça a compra previamente pelo site da ferrovia, visto que se trata de uma rota bastante visitada por turistas e viajantes.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Fotos mostram como natureza se apropria de lugares criados pela humanidade