Ciência

Abelha é encontrada intacta em âmbar de 100 milhões de anos

por: Redação Hypeness

100 milhões de anos. Isso mesmo: 100 milhões é a “idade” do âmbar onde foi encontrado o pólen e uma abelha primitiva, cheia de pequenos besouros parasitas presos. As descobertas são da equipe da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos e foram publicadas no periódico científico BioOne Complete. Este se tornou oficialmente, o registro mais antigo de qualquer um desses elementos.

– Pesquisadores chilenos conseguem, por pouco, salvar espécie de rã prestes a ser extinta

De acordo com os especialistas, a abelha em particular é “inédita”: uma nova família de insetos teve de ser criada para classificá-la, a Discoscapa apicula. O registro fóssil de abelhas é bastante vasto, mas a maioria é dos últimos 65 milhões de anos e se parece muito com os insetos modernos.

– Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie; entenda

No pedaço de âmbar há evidências de que a abelha fossilizada visitou flores para se alimentar: os 21 parasitas estavam “pegando uma carona de volta ao ninho da abelha para jantar as larvas”, explicou um George Poinar Jr., um dos pesquisadores, em comunicado a imprensa. 

Base bifurcada das antenas diferencia espécie de outras já conhecidas

Setas apontam para alguns dos parasitas encontrados

Larva de besouro parasita

As bolinhas são pólen preso nos pelos do inseto

Os polinizadores de insetos ajudam na reprodução de plantas e flores ao redor do mundo e também são fundamentais como promotores da biodiversidade. As abelhas, em particular, são muito importantes para o meio ambiente porque existem em maior quantidade e são o único grupo de polinizadores que se alimenta exclusivamente de néctar e pólen durante todo o seu ciclo de vida.

– Alemanha vai banir o glifosato em 3 anos para salvar abelhas

A equipe espera que o inseto presente no âmbar nos ajude a compreender melhor a evolução desses bichinhos pois, segundo os biólogos, esses animais evoluíram a partir de vespas carnívoras — e pouco se sabe sobre as mudanças sofridas pelas vespas durante essa fase de transição alimentar, que resultou no aparecimento das abelhas.

Publicidade

Fotos: Oregon State University/BioOne Complete


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Quantas xícaras de café podemos tomar por dia sem prejudicar a saúde