Debate

Campanha Carnaval Sem Assédio terá ações em cinco cidades brasileiras

por: Mari Dutra

Desde 2016, a campanha Carnaval Sem Assédio vem adicionando uma dose de respeito à festa mais popular do ano. Em sua quinta edição, a ação estará presente em cinco cidades brasileiras. Voluntários do projeto estarão presentes em blocos de São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro e Salvador.

Os chamados Anjos do Carnaval são treinados para acolher e orientar mulheres e LGBTs vítimas de assédio. Além disso, parte da equipe ficará responsável por identificar assediadores do alto de trios elétricos de blocos parceiros da iniciativa.

Pela primeira vez, os homens héteros também estarão no foco do Carnaval Sem Assédio. Voluntários selecionados farão parte da equipe após receber um treinamento com o consultor Sérgio Barbosa, especialista em masculinades e violência de gênero.

Em São Paulo, cidade em que a campanha teve início, o Ônibus Lilás irá auxiliar em casos de assédio. O veículo é cedido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, que também irá oferecer cinco pontos de atendimento para a campanha, com funcionárias da prefeitura capacitadas para orientar e atender vítimas de assédio.

Pessoas que sofrerem assédio ou violência poderão ser encaminhadas para a Casa da Mulher Brasileira, um programa que funciona 24h, onde poderão registrar Boletim de Ocorrência e receber informações sobre o atendimento a vítimas de violência de gênero.

O Carnaval Sem Assédio é uma campanha realizada pelo Catraca Livre, em parceria com a Rua Livre e Prefeitura de São Paulo, além do apoio oficial da 99.

Veja mais detalhes sobre a ação no vídeo abaixo:

Publicidade

Fotos: Divulgação


Mari Dutra
Especialista em conteúdos digitais, Mariana vive na Espanha, de onde destila textos sobre turismo, sustentabilidade e outros mistérios da vida. Além de contribuir para o Hypeness desde 2014, também compartilha roteiros e reflexões mundo afora no blog e no Instagram do Quase Nômade.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Giselle Itié classifica como pesadelo maternidade na era do coronavírus