Debate

Com Carla Diaz, filme sobre Suzane von Richtofen tem 1º trailer divulgado

por: Karol Gomes

Em um só trailer, duas versões da mesma história: ‘A menina que matou os pais‘ e ‘O menino que matou meus pais‘ trazem Carla Diaz como Suzane von Richtofen, condenada em 2002, aos 19 anos, por planejar o assassinato dos pais, Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen, casal executado brutalmente pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos. 

Antes previsto para 2019, o trailer divulgou a nova data de lançamento: 2 de abril de 2020. Os longas terão suas sessões alternadas nas mesmas salas.

– Com Alice Braga, ‘Eduardo e Mônica’, baseado em hit da Legião Urbana, ganha 1º trailer

A produção não tem relação com nenhum dos autores do crime e teve como fonte os autos do processo – um filme contará a versão da Suzane e o outro, a de Daniel, interpretado por Leonardo Bittencourt. 

“São coisas que a gente descobriu na leitura do processo, versões, às vezes do mesmo fato, mas diferentes”, contou o diretor Maurício Eça em entrevista para o G1. Confira o trailer na íntegra:

O crime

O Brasil acompanhou a condenação dos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, à época, namorado e cunhado de Suzane, por matarem Manfred e Marísia com pauladas enquanto dormiam. A filha do casal também foi condenada – a 39 anos de prisão – por ter sido considerada mentora da ação.

– Em meio ao debate sobre censura, filme de Marighella é exibido na Globo

Daniel Cravinhos já cumpre pena no regime aberto. Cristian estava no mesmo regime, mas foi preso em 2018 por posse ilegal de munição após se envolver em uma confusão em um bar de Sorocaba (SP).

– Fake news: ‘Parasita’ não vai ter remake em Hollywood. E daí? Veja a versão coreana

O irmão de Suzane, Andreas, passou 14 anos em anonimato após o caso, até ser detido, em 2017, por policiais militares após invadir um imóvel na Zona Sul de São Paulo durante um surto psicótico.

Publicidade

Fotos: Divulgação


Karol Gomes
Karol Gomes é jornalista e pós-graduada em Cinema e Linguagem Audiovisual. Há cinco anos, escreve sobre e para mulheres com um recorte racial, tendo passado por veículos como MdeMulher, Modefica, Finanças Femininas e Think Olga. Hoje, dirige o projeto jornalístico Entreviste um Negro e a agência Mandê, apoiando veículos de comunicação e empresas que querem se comunicar de maneira inclusiva.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália