Sustentabilidade

Conheça a tartaruga do tamanho de um carro que viveu na região amazônica

por: Vitor Paiva

A descoberta de novos fósseis no deserto de Tatacoa, na Colômbia, e na região de Urumaco, oferecem maior compreensão sobre a Stupendemys geographicus, uma espécie de tartaruga gigante que viveu entre 7 milhões e 13 milhões de anos atrás, na região onde hoje é a América do Sul. O tamanho sugerido pelo adjetivo não é aqui meramente ilustrativo: com cerca de 4 metros de dimensão e 1.2 toneladas de peso, essa foi uma das maiores tartarugas que já existiram.

Fósseis da Stupendemys geographicus foram descobertos desde 1970, mas pouco se sabia de fato sobre a espécie. Para se ter uma ideia de seu gigantismo, a tartaruga possuía o peso e o tamanho de um carro sedan, e vivia na América do Sul, no fundo de rios e lagos junto de crocodilos gigantes, antes da formação de rios como o Amazonas.

Sua dieta era baseada em pequenos animais, frutas, sementes e vegetais, e seu tamanho era fundamental para sua defesa: um dos fósseis encontrados trazia um dente de crocodilo cravado.

Com chifres apontando para frente nos dois lados do casco, o macho da tartaruga gigante era um combativo predador, e os chifres provavelmente eram utilizados como lanças. Um dos cascos encontrados possui mais de 3 metros, além de um osso da mandíbula inferior, que ajudou aos pesquisadores levantarem informações sobre a alimentação do animal, conforme levantou reportagem da BBC.

Publicidade

© fotos: divulgação


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, doutorando em literatura pela PUC-Rio, publica artigos, ensaios e reportagens. É autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Parque suspenso em SP permite andar por copa das árvores em meio à mata atlântica