Debate

Grupo de cristãos defende que maconha os aproxima de Deus e fuma erva para ler a Bíblia

por: Yuri Ferreira

A Bíblia é um livro milenar que pode levar as pessoas à diversas interpretações de sua palavra. Entre as controvérsias da atualidade que não foram limitadas pelo estudos teológicos, uma não foi resolvida: o consumo de maconha.

O Stoner Jesus  é um grupo formado majoritariamente por mulheres cristãs do Colorado, estado americano em que a cannabis é legalizada. As amigas revelam que se reúnem para fumar um e fazer leituras dos textos sagrados chapadas. Segundo elas, não existe nenhum escrito que proíbe o consumo da droga e não há sentido em ser cristão e defender a proibição.

– Relatórios mostram a dimensão que o mercado de maconha medicinal pode ter no Brasil

Durante as festas católicas de finados no México, uma mulher fuma maconha nas ruas da capital do país

O grupo foi fundado por Deb Button, uma mulher de 40 anos que, após o divórcio, resolveu experimentar coisas novas em suas vidas. Apaixonada pela erva e por Jesus Cristo, a mãe de dois filhos queria unir sua fé e seu Deus. E para as frequentantes do grupo, fumar maconha está longe de ser um pecado.

“A Bíblia não diz que você não pode fumar maconha. Como em Gênesis 1:29: ‘Eis que dou a vocês todas as plantas que nascem em toda a terra e produzem sementes’. Jesus só não andava com os fariseus. Mas se alguém lhe passasse a bufa, ele não diria não”, afirmou Cindy Joye, uma das participantes do grupo, à NY MAG.

– Carl Sagan escreveu ensaios chapado de maconha e dizia que a erva lhe dava ‘inteligência e sabedoria’

Apesar dos grupos cristão mais incisivos quanto à questão da maconha – defendendo que o ser humano não deveria se ‘intoxicar’ -, historiadores e antropólogas indicam que no velho testamento, uma espécie de óleo medicinal e balsâmico era feito com ‘keneh-bosum’. Segundo especialistas, trata-se de um derivado de maconha, utilizado para tratamentos médicos na Antiguidade.

– Por que João Pessoa está se tornando a meca da maconha medicinal no Brasil

“O óleo sagrado da consagração, conforme descrito nas escrituras em hebreu do livro do Êxodo, continha até 2 kg de keneh-bosum – uma substância identificada por respeitados lingüistas, antropólogos, botânicos e outros estudiosos como maconha, com a adição de óleo de oliva e outras ervas”, afirmou Chris Benett, historiador, à BBC.

Embora grupos conservadores ligados à evangélicos e católicos sejam restritivos quanto ao uso da cannabis, existem existem correntes cristãs que não têm nada contra a erva. Pelo contrário, como no exemplo desta reportagem, acreditam que a maconha é um jeito de se conectar melhor com deus.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness. No twitter, @porfavorparem.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Lei de Dados passa a proteger seus dados em farmácias, portarias e compras online