Debate

Jovem renuncia ao islamismo e comemora liberdade de não ter mais sua vida controlada por homens

por: Gabriela Glette

O assunto religião é polêmico, extenso e continua sendo motivo de guerras até hoje. Porém, se a escolha religiosa das pessoas não deveria ser objeto de julgamento de outras, devemos sim questionar até que ponto ela pode interferir em nossas vidas e roubar a liberdade das pessoas – sobretudo das mulheres. Aos 19 anos, a jovem árabe Rahaf Mohammed al-Qunun decidiu renunciar ao islamismo e pedir asilo no Canadá. Sua história ficou conhecida em janeiro de 2019, quando ela fugiu de sua família quando eles estavam no Kuwait. Na époica, ela voou para Bangkok, mas foi impedida de entrar na Tailândia. Então, seu passaporte foi apreendido e sua história se tornou viral sob a hashtag #SaveRahaf.

jovem árabe antes e depois 1

Comemorando sua liberdade e o fato de que hoje sua vida não é mais controlada por homens, Rahaf decidiu publicar uma série de fotografias de antes e depois da burca. Sua publicação gerou uma série de controvérsias, já que enquanto algumas pessoas enviavam palavras de apoio, ela também foi vítima de ataques de haters, por estar se mostrando sem a burca.

jovem árabe antes e depois 2

A coragem que esta jovem teve de abandonar seu país e religião vem inspirando milhares de mulheres que vivem realidades similares. Quando entrevistada pelo canal de televisão Al Jazeera, Rahaf disse que sofria violência doméstica de sua família desde os 16 anos. Eles ameaçam me matar e me impedem de continuar meus estudos. Eles não me deixam dirigir ou viajar. Eu sou oprimida. Adoro a vida e o trabalho e sou muito ambiciosa, mas minha família está me impedindo de viver. Fui exposta a violência física, perseguição, opressão, ameaças de morte. Eu senti que não poderia alcançar os sonhos que queria, enquanto ainda estivesse morando na Arábia Saudita”.

jovem árabe antes e depois 3

Pouco tempo depois de sua história ser apresentada ao mundo, a jovem recebeu proteção da ONU e asilo no Canadá, com o próprio primeiro ministro do país – Justin Trudeau, declarando que o Canadá a receberia de portas abertas. Vivendo livremente em um país que a respeita como mulher, a história de Rahaf nos lembra de nunca abandonar nossos sonhos e de ter coragem. Hoje, mulheres do mundo inteiro escrevem à ela, pedindo ajuda, conselhos ou simplesmente a parabenizando. Assista o vídeo abaixo para conhecer mais sobre sua história:

Publicidade

Fotos: Twitter


Gabriela Glette
Uma jornalista que ama poesia e mora na França, onde faz mestrado em comunicação. Apaixonada por viagens e inquieta por natureza, ela encontrou no nomadismo digital o segredo de sua felicidade, e transforma a saudade que sente da família e amigos em combustível para escrever suas histórias.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Britney Spears virou ‘rainha comunista’ por falas sobre coronavírus